UAI
Publicidade

Estado de Minas COVID-19 EM BH

Empresários de BH procuram Kalil para discutir fechamento do comércio

Grupo formado por 24 entidades de classe solicitaram reunião com o prefeito para tratar da suspensão das atividades não essenciais na capital


07/01/2021 12:53 - atualizado 07/01/2021 13:19

Shopping centers estão entre os estabelecimentos comerciais que terão de fechar as portas em BH a partir de segunda-feira (11/1)(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Shopping centers estão entre os estabelecimentos comerciais que terão de fechar as portas em BH a partir de segunda-feira (11/1) (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

Representantes de diversos setores econômicos de Belo Horizonte anunciaram, nesta quinta-feira (7/1), que irão solicitar uma reunião com o prefeito Alexandre Kalil para discutir as regras de funcionamento do comércio. Nessa quarta, Kalil anunciou a suspensão das atividades comerciais não essenciais na capital, como tentativa de conter a alta dos números da COVID-19 na cidade.

 

Membros da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel-MG), Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), entre outras entidades de classe devem apresentar à Prefeitura de Belo Horizonte sugestões para evitar prejuízos aos empresários.

 

“Todo mundo está disposto a dialogar e colaborar para que possamos preservar vidas e também a saúde da economia da cidade. Neste momento, é muito importante o diálogo com o poder público”, declarou o presidente da CDL-BH, Marcelo de Souza e Silva.

 

O grupo se reuniu na manhã desta quinta (8/1) e irá formalizar o requerimento de reunião com o prefeito por meio de ofício.

COVID-19 em Belo Horizonte

De acordo com o último boletim epidemiológico da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), a a ocupação de leitos de UTI destinados ao tratamento da COVID-19 na capital subiu de 83,5%, para 86,1%. O indicador é o único dos três do informe que está no alerta vermelho, quando a demanda é superior a 70%. Veja como funcionam os indicadores.

 

Por outro lado, a ocupação de leitos de enfermaria teve uma leve queda nas últimas 24 horas. O índice foi de 67,3% para 63,9%. Nessa terça-feira, o número estava próximo do alerta vermelho, que, assim como para vagas de UTI, é considerado quando as vagas ultrapassam 70% de demanda. Atualmente, o indicador está no amarelo, que é quando o número fica entre 50% e 69%.

 

A taxa de transmissão, também conhecida como Rt, foi de 1,07 para 1,06. Apesar da queda, o indicador também está no alerta amarelo, uma vez que o verde, também chamado de fase de controle, é considerado quando o número está abaixo de 1.

 

Belo Horizonte já registrou, até o momento, 65.848 casos confirmados de COVID-19, além de 1.915 mortes provocadas pela doença. Outros 108 óbitos estão sob investigação. 

Veja abaixo a lista das 24 entidades que devem se reunir com a PBH

  • Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel-MG)
  • Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce)
  • Associação Comercial do Barro Preto (Ascobap)
  • Associação Comercial e Empresaria de Minas (ACMinas) 
  • Associação das Concessionárias de Veículos de BH

  • Associação de Comerciantes do Hipercentro 
  • Associação dos Revendedores de Veículos no Estado de Minas Gerais (ASSOVEMG)
  • Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão)
  • Associação Mineira de Empresas de Moda - Instituto AMEM
  • Associação Mineira dos Supermercadistas (Amis)
  • Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH)
  • Câmara do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI)
  • Convention Bureau 
  • Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg)
  • Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Minas Gerais (Fecomércio-MG) 
  • Federação dos Clubes do Estado de Minas Gerais (Fecemg) 
  • Galeria do Ouvidor
  • Sindicato das Empresas Locadoras de Automóveis do Estado de Minas Gerais (SINDLOC-MG)
  • Sindicato do Comércio Atacadista de Tecidos, Vestuário e Armarinhos de Belo Horizonte (Sincateva)
  • Sindicato do Comércio Varejista de Automóveis e Acessórios de Belo Horizonte (Sincopeças)
  • Sindicato dos Estabelecimentos de Natação, Ginástica, Recreação e Cultura Física
  • Sindicato dos Proprietários de Centros de Formação de Condutores de MG (SiproCFC)
  • Sindicato dos Trabalhadores de Salão de Beleza e Similares de Belo Horizonte (Sindbeleza)
  • Sindicato dos Transportadores de Escolares da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Sintesc)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade