UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: a partir de sábado, Betim vai multar quem não usar máscara

Estabelecimentos também serão multados se permitirem a circulação de pessoas sem a proteção; valor varia entre R$ 90 e R$ 4.500


06/01/2021 18:29 - atualizado 06/01/2021 20:50

A partir de sábado (9/1) a falta da máscara em locais públicos poderá gerar multas em Betim.(foto: Christiano Antonucci/Secom-MT)
A partir de sábado (9/1) a falta da máscara em locais públicos poderá gerar multas em Betim. (foto: Christiano Antonucci/Secom-MT)
Diante do avanço da COVID-19, o prefeito de Betim, Vittorio Medioli, anunciou nesta quarta-feira (6/1) medidas para tentar impedir que os casos aumentem mais. As novas regras para o funcionamento do comércio começam a valer no sábado (9/1), por tempo indeterminado. O horário será reduzido e serão aplicadas multas às infrações do uso obrigatório da máscara de proteção aos cidadãos e estabelecimentos que permitirem a circulação de clientes sem a proteção. As multas variam entre R$ 90 e R$ 4.500.
 
“Depois de quase um ano lutando contra o coronavírus, depois de todas as explicações e orientações, ainda existem pessoas que não estão aderindo às recomendações sanitárias, portanto, precisam ser multadas", afirmou o prefeito.

"Não queremos arrecadar dinheiro com as multas. Nossa intenção é conduzir essas pessoas a se sensibilizar. Cada um tem que fazer o seu papel. É para o bem de todos que estamos agindo dessa forma”, completou.
 
O novo decreto estabelece restrições de horários de acordo com a categoria dos estabelecimentos. Elas não se aplicam ao comércio essencial, ou seja, supermercados, feiras populares, farmácias, laboratórios, clínicas, hospitais, agências bancárias.

Os shoppings centers, galerias e feira-shoppings poderão funcionar das 11h às 21h. Os restaurantes, lanchonetes e bares poderão abrir das 10h às 21h. Já o setor de vestuário, salão de beleza, eletrodomésticos, móveis, livrarias e similares deverão funcionar das 10h às 17h.

Entretenimento fechado

 
O decreto também suspende o funcionamento de atividades de entretenimento como cinemas, museus, teatros, casas de shows, parques de diversão, boliche e similares.

"A pandemia em nosso município não está descontrolada. Precisamos continuar a trabalhar, vender, gerar empregos. E não podemos permitir atitudes que propaguem o vírus. Vamos preservar as atividades essenciais que geram empregos e renda e que permitem a sociedade ficar de pé, mas dentro das normas sanitárias. Algumas festas podemos adiar", afirmou Medioli.
 

Casos em Betim

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Betim, nesta quarta-feira (6/1), a cidade acumula 11.176 casos confirmados da COVID-19, sendo 10.330 recuperados e 330 mortes pela doença. Atualmente, 485 pessoas seguem em acompanhamento. 
 
Para denúncias no caso de infrações, o telefone da ouvidoria é (31) 3512-3453/3512-3315, ou faleouvidoria@betim.mg.gov.br, ou da Guarda Municipal 153.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade