Publicidade

Estado de Minas NO LIMITE

COVID-19: Sete Lagoas atinge máximo de ocupação dos leitos de UTI

Prefeitura está utilizando leitos ainda não registrados pelo Governo do Estado, que recebeu pedido para reativar os mais de 30 leitos fechados na cidade


21/12/2020 18:16 - atualizado 21/12/2020 21:42

Sete Lagoas tem hoje 31 pacientes com COVID-19 internados em leitos de UTI(foto: Prefeitura Municipal de Sete Lagoas/Divulgação)
Sete Lagoas tem hoje 31 pacientes com COVID-19 internados em leitos de UTI (foto: Prefeitura Municipal de Sete Lagoas/Divulgação)
Sete Lagoas, cidade localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, atingiu nesta segunda-feira (21/12) o máximo da ocupação dos leitos de UTI próprios para o tratamento de pacientes com COVID-19. Além disso, a cidade está utilizando leitos que ainda não foram registrados pelo Governo do Estado. Segundo a Prefeitura, a medida se fez necessária para não deixar pacientes sem assistência.

Ao todo são 64 pacientes se encontram hospitalizados na cidade por causas respiratórias, sendo 33 em enfermaria e 31 em UTI. Destes, 42 testaram positivo para COVID-19, há dois internados com resultado negativo e 20 pacientes aguardando resultado de exames. Dos 42 pacientes positivos para coronavírus, 25 são de Sete Lagoas, cinco são de Santana de Pirapama, dois de Maravilhas, dois de Caetanópolis, e os demais são de Pompéu, Baldim, Cachoeira da Prata, Abaeté, Jequitibá, Capim Branco, Cordisburgo e Paraopeba.

No Hospital Municipal estão internados 23 pacientes, sendo 18 em UTI, outros 16 estão no Hospital Nossa Senhora das Graças (dez em enfermaria, quatro em UTI, um em pediatria e um em maternidade), 13 internados no Hospital da Unimed (cinco deles em UTI) e 12 na UPA, com quatro deles em UTI. Dos 31 leitos de UTI ocupados hoje na cidade, 21 são pacientes de Sete Lagoas, três são de Santana do Pirapama e os demais são de Abaeté, Maravilhas, Pompéu e Baldim.

A Superintendência Regional de Saúde de Sete Lagoas enviou ofício à Secretaria Municipal de Saúde informando que o Estado já solicitou que todos os leitos desmobilizados na cidade sejam reativados. O ofício diz ainda que os leitos de hospitais de pequeno porte dedicados a pacientes não COVID-19 estarão liberados para pacientes com coronavírus.

Novos casos positivos em alta

Nos últimos três foram registrados 247 novos casos positivos de COVID-19: são 117 mulheres e 130 homens, o que eleva o número de contaminados a 5.280 desde o início do monitoramento.

Mais dois óbitos em decorrência de complicações do coronavírus foram registrados: um no dia 16, uma mulher de 91 anos que estava internada no Hospital da Unimed; e outro na manhã de hoje, um homem de 64 anos que estava internado no Nossa Senhora das Graças.

Já os dois óbitos suspeitos registrados na semana passada, um no dia 12 e outro no dia 17, também foram confirmados como sendo por COVID-19. Assim, Sete Lagoas chega hoje a 78 óbitos, 25 hospitalizados, 198 pessoas em isolamento domiciliar e 4.979 curadas.

Fiscalização


A Guarda Civil, a Vigilância Sanitária e a Fiscalização Tributária do Município realizaram neste fim de semana uma blitz educativa em 15 bairros da cidade, com a intenção de verificar o funcionamento de estabelecimentos comerciais e se estavam atendendo às normas sanitárias. Segundo o balanço da Guarda Municipal, foram realizadas 11 notificações e um bar foi fechado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade