Publicidade

Estado de Minas FEMINCÍDIO

Polícia Civil procura suspeito de matar ex-companheira em Contagem

o crime ocorreu em 6 de maio no Bairro Industrial São Luiz. Quem tiver qualquer informações sobre o paradeiro do suspeito pode denunciar pelo 181


18/12/2020 14:17 - atualizado 18/12/2020 14:48

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Leonardo Gomes de Morais pode denunciar pelo Disque-Denúncia, no número de telefone 181(foto: PCMG/Divulgação)
Quem tiver informações sobre o paradeiro de Leonardo Gomes de Morais pode denunciar pelo Disque-Denúncia, no número de telefone 181 (foto: PCMG/Divulgação)
A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) está à procura de Leonardo Gomes de Morais, 37 anos, suspeito de cometer feminicídio contra a ex-companheira, de 35, no Bairro Industrial São Luiz, próximo à Via Expressa em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O delegado Anderson Resende Kopke explica que o crime ocorreu em 6 de maio deste ano, quando a vítima estava a caminho do ponto de ônibus. “Ele aguardou a saída dela para ir trabalhar e, armado com uma pistola 9mm, desferiu sete tiros contra ela”, detalhou.

Na ocasião, o investigado fugiu do local em uma bicicleta e, desde então, não foi mais localizado. Segundo as investigações, o suspeito teria se relacionado por três anos com a vítima e, ao longo do tempo, o convívio entre o casal tornou-se conturbado - com agressões físicas e ameaças de morte.

Por isso, a vítima decidiu romper a relação. Entretanto, o indivíduo não teria se conformado e cometido uma série de violências contra a vítima.

Em fevereiro, o homem teria agredido a mulher com arma de choque elétrico e soco inglês. Com isso, à época, foram solicitadas medidas protetivas de urgência. “Mas ele manteve as ameaças, que eram dirigidas a ela e a familiares dela”, afirmou.

Denuncie


A delegada Elisa Moreira reforçou a não culpabilização da vítima:“Isso é fundamental para que estimulemos mulheres a denunciarem ciclos de violência doméstica. Esta violência precisa ser interrompida, e a palavra da vítima vem sendo cada vez mais credenciada pelo Estado. Nós, da Polícia Civil, fazemos este apelo, para que as vítimas nos procurem, para que possamos adotar as providências legais”.

A PCMG reforça o alerta: quem tiver qualquer informações sobre o paradeiro do suspeito pode denunciar pelo Disque-Denúncia, no número 181.

A delegada Elisa Moreira lembra que as denúncias são sigilosas: “Não há possibilidade de identificação. Todos que tiverem informações podem ficar tranquilos em relação a isso”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade