Publicidade

Estado de Minas GANGUE

Depois de encontrar 200 quilos de maconha, polícia busca armas

Além de traficar drogas, gangue também alugaria armas para a prática de assaltos


16/12/2020 18:51

(foto: PCMG/Divulgação )
(foto: PCMG/Divulgação )

Depois de apreenderem cerca de 200 quilos de maconha, porções de cocaína, crack, balança e material para embalagem (dolagem), em uma casa no Bairro Madre Gertrudes, o objetivo da Polícia Civil agora é descobrir se um grande estoque de armas estaria também ligado à mesma gangue.
 
 
Tudo começou com a investigação de uma quadrilha que estaria utilizando casas nos bairros Madre Gertrudes e Vista Alegre como depósitos de armas. Essas armas seriam alugadas para a prática de assaltos.

Ao verificarem os endereços indicados nas investigações, os policiais se depararam com a grande quantidade de drogas. Ao chegarem à casa do Madre Gertrudes, segundo os policiais, havia um motoqueiro que, ao avistar as viaturas se aproximando, fugiu em alta velocidade e, apesar de perseguido, conseguiu escapar.

A investigação, comandada pelo delegado Gustavo Barletta, é conduzida pelo Departamento de Crime Contra o Patrimônio, através da 1ª Delegacia de Furtos e Roubos.

De acordo com o delegado, há indícios de que o local também seja utilizado para guardar armamentos, mesmo que eles não tenham sido encontrados. Ainda segundo o delegado, um dos criminosos, responsável pelo material apreendido, pode estar diretamente ligado ao comando do tráfico na região.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade