Publicidade

Estado de Minas MINERAÇÃO

Itabirito recebe obras para compensar impacto de barragem

A Apae, o Centro de Educação Ambiental e a Praça 1º de Maio foram reformados. Obras fazem parte do Plano de Desenvolvimento de Territórios Impactados da Vale


03/12/2020 14:38 - atualizado 03/12/2020 15:49

A APAE de Itabirito desenvolve ações de inclusão com 190 alunos e foi beneficiada com reforma(foto: Prefeitura de Itabira)
A APAE de Itabirito desenvolve ações de inclusão com 190 alunos e foi beneficiada com reforma (foto: Prefeitura de Itabira)
Três espaços sociais e de inclusão que beneficiam cerca de 5 mil pessoas receberam reformas nesta quinta-feira (3) como compensação ao município de Itabirito, na Região Central, que, ao lado de Ouro Preto, removeu 27 famílias das Zonas de Auto-Salvamento da Barragem Forquilha III, da Vale. Foram contemplados a Associação dos Pais e Amigos de Excepcionais (Apae), o Centro de Educação Ambiental e a Praça 1º de Maio.

A barragem, dentro do complexo da Mina de Fábrica, em Ouro Preto, atingiu o estágio mais crítico de instabilidade (nível 3) em 2019, estando nessas condições ao lado dos barramentos Sul Superior, na Mina de Gongo Soco, em Barão de Cocais, e B3/B4, da Mina Mar Azul, em Macacos, distrito de Nova Lima.  

As reformas foram custeadas pela Vale e integram outros projetos já concluídos no município, como o desassoreamento do Rio Itabirito, a reforma e cobertura da quadra da Escola Municipal Padre Antônio Cândido e o apoio ao Carnaval 2020.  

Todas as medidas fazem parte do Plano de Desenvolvimento de Territórios Impactados, lançado pela empresa em setembro de 2019 com o objetivo de promover o bem-estar para as comunidades e a retomada da normalidade da vida das pessoas.  

Na Apae, as crianças e orientadores ganharam cozinha e refeitório completamente reformados. Além disso, os alunos encontrarão um espaço mais organizado, com mais segurança, acessibilidade e melhores condições para a realização de oficinas educativas e para o desenvolvimento intelectual e motor. 

A Apae de Itabirito tem cerca de 190 alunos com deficiência intelectual e múltipla, bem como autistas.  

Centro de Educação Ambiental é importante para a conscientização e recebe 4,5 mil alunos por mês(foto: Prefeitura de Itabirito)
Centro de Educação Ambiental é importante para a conscientização e recebe 4,5 mil alunos por mês (foto: Prefeitura de Itabirito)
No Centro de Educação Ambiental, aproximadamente 4,5 mil alunos encontrarão um espaço modernizado, com pintura nova, climatização do auditório e da biblioteca, fechamento e cobertura do terraço e criação de passarela metálica com guarda corpo para facilitar o acesso. Os telhados também passaram por manutenção e as redes elétricas e sanitária foram revisadas. Pautado no Programa Nacional de Educação Ambiental e de Educação Ambiental de Minas Gerais, o CEA é referência na área de educação ambiental.  

A Praça 1º de Maio é considerada um importante ponto de encontro das comunidades e foi revitalizada. Entre as ações estão a pintura do guarda corpo, manutenção das iluminações, revitalizações e limpeza dos bancos, manutenção das fontes, além da limpeza dos pisos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade