Publicidade

Estado de Minas ANÁLISE

PBH anuncia estudos para prevenir enchentes na Avenida Prudente de Morais

Avenida, que passa sobre o Córrego do Leitão, que transbordou em janeiro, é um dos principais pontos de alagamento de BH


02/12/2020 19:15 - atualizado 02/12/2020 19:42

Cruzamento da Avenida Prudente de Morais com a Rua Joaquim Murtinho, após o temporal de janeiro em BH(foto: Mateus Parreiras/EM/D.A Press - 29/01/2020)
Cruzamento da Avenida Prudente de Morais com a Rua Joaquim Murtinho, após o temporal de janeiro em BH (foto: Mateus Parreiras/EM/D.A Press - 29/01/2020)


A Avenida Prudente de Morais, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, é um dos principais pontos de alagamento durante o período chuvoso da capital, que já começou e vai até março. Nesta quarta-feira (2/12), a prefeitura anunciou um passo para tentar solucionar o problema na via. 

A Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura publicou, no Diário Oficial do Município (DOM) desta quarta-feira, o extrato do contrato para a elaboração de um estudo para reduzir os riscos de inundação no curso do Córrego do Leitão, que está sob a avenida. “O trabalho prevê análise e diagnóstico de estudos existentes; levantamento de dados e elaboração de estudos de alternativa e viabilidade técnica, operacional, ambiental, social e financeira, além de anteprojeto de engenharia de saneamento ambiental”, detalha a prefeitura. 

Os pontos sobre os quais os profissionais devem se debruçar estão ao longo do trecho do córrego, com principal foco na região da Rua Joaquim Murtinho, no Bairro São Bento, perto da interseção com a Avenida Prudente de Morais, na direção das ruas São Paulo, Alvarenga Peixoto e Bárbara Heliodora.

A PBH informou que serão investidos R$ 545 mil nesse trabalho. O prazo para execução é de 300 dias a partir da assinatura da primeira ordem de serviço. O município também destaca que a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) vai acompanhar o processo e lembra que a região é muito adensada, com prédios, grande fluxo de veículos, redes subterrâneas, além das restrições geotécnicas ao longo do canal do córrego, como afloramento de rochas e solo com baixa resistência. 

Relembre o temporal de 28 de janeiro na capital



Conforme a prefeitura, o superintendente Henrique Castilho diz que, atualmente, as ações para diminuir os alagamentos na avenida são concentradas no monitoramento, limpeza dos bueiros e desobstrução de galerias. O município afirma que a conclusão do desassoreamento da barragem Santa Lúcia em 2018 também contribui na diminuição dos problemas causados pelas chuvas na Avenida Prudente de Morais. 

No entanto, em janeiro deste ano, o Córrego do Leitão transbordou após um temporal sem precedentes e deixou um cenário de destruição em uma das áreas mais nobres da capital. A subida das águas arrastou carrosinvadiu imóveis e destruiu o asfalto em ruas do Bairro de Lourdes



Na época, a reportagem do Estado de Minas mostrou como a canalização dos cursos d’água que passam por Belo Horizonte contribuiu para os desastres. A Avenida Prudente de Morais já foi local de uma tragédia em 2009, quando um casal de idosos morreu depois que o carro deles foi invadido pela água. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade