Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

COVID-19: São Tomé das Letras flexibiliza pontos turísticos, campings e hostels

Novo decreto publicado aumentou a capacidade desses estabelecimentos para 30%; documento ainda proíbe excursões na cidade


28/11/2020 17:41 - atualizado 28/11/2020 18:16

São Tomé das Letras libera pontos turísticos da cidade(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
São Tomé das Letras libera pontos turísticos da cidade (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
A Prefeitura de São Tomé das Letras, no Sul de Minas, flexibilizou pontos turísticos, campings e hostels. O novo decreto publicado também aumentou a capacidade desses estabelecimentos para 30%. Mas, o documento ainda proíbe excursões na cidade. A entrada de turistas vai ser monitorada através de um sistema eletrônico.

 

O novo decreto publicado nessa sexta-feira (27/11) liberou os pontos turísticos, campings e hostels da cidade, que estiverem devidamente regularizados. Além disso, hotéis e pousadas podem preencher a capacidade de 30% da ocupação de leitos. “As ocupações somente se darão em quartos para casal ou família em no máximo cinco pessoas por espaço familiar, obedecidos os protocolos sanitários determinados no Decreto n°. 85/2020”, trecho do documento.

 

A entrada de turistas na cidade vai ser monitorada por meio de um sistema eletrônico. “Os visitantes que anseiem se hospedar no município deverão fazer sua reserva no estabelecimento, que informará em tempo real ao sistema; sendo impedidos de permanecer no município aqueles que não efetuarem suas reservas e não informarem através do sistema à Central de Gerenciamento”, completa.

 

O documento ainda proíbe ônibus e vans de excursões, shows, festivais, congressos e afins. Além disso, manteve as regras de prevenção a COVID-19, como distanciamento social, uso de máscara e higiene das mãos.

 

De acordo com a prefeitura, os demais estabelecimentos comerciais, restaurantes, lanchonetes, bares e similares, devem estar regularizados com alvará sanitário e atendendo a critérios adotados de prevenção ao novo coronavírus. “Fica determinado o percentual de 50% da capacidade de ocupação das mesas que estiverem dispostas, respeitando-se o distanciamento de 1,5 m (um metro e meio) umas das outras, conforme vistoria da fiscalização”, afirma.

 

COVID-19 na cidade

 

São Tomé das Letras segue com dois casos confirmados de COVID-19. O primeiro registro foi confirmado no começo do mês, 20 dias depois que o município foi obrigado pela Justiça a receber turistas. A cidade chegou a ficar cerca de oito meses fechada e foi a única do Sul de Minas sem registros da doença.

 

O município ganhou destaque e fama de ser seguro contra o novo coronavírus. No dia 6 de outubro, empresários da cidade conseguiram uma liminar determinando a reabertura. A prefeitura contestou e conseguiu suspender a decisão. Mas dias depois, o documento voltou a valer.

 

 

Após o impasse na Justiça, a prefeitura publicou um decreto proibindo excursões na cidade e os pontos turísticos ainda permanecem fechados. Hotéis e pousadas podem receber apenas 20% da capacidade de lotação permitida e os visitantes precisam comprovar hospedagem com as regras estipuladas pela Central COVID-19.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade