Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Valadares: Homem diz que abusou criança em 'momento de fraqueza'

Suspeito de 36 anos, admitiu ter se deitado com sua enteada, de 12 anos de idade, na ausência de sua companheira


23/11/2020 19:41 - atualizado 23/11/2020 20:25

A garotinha foi levada ao IML de Governador Valadares para fazer exame de corpo de delito(foto: Reprodução Redes Sociais)
A garotinha foi levada ao IML de Governador Valadares para fazer exame de corpo de delito (foto: Reprodução Redes Sociais)
A Polícia Civil de Governador Valadares está investigando uma denúncia de estupro de vulnerável por um homem de 36 anos de idade, acusado de abusar sexualmente de sua enteada, uma garotinha de 12 anos de idade. No domingo (22/11), ele foi denunciado por sua companheira, que soube do abuso por meio da filha. A mãe da menina trabalha à noite e o abuso aconteceu na sua ausência de casa, no Bairro Turmalina, periferia de Governador Valadares.

Os abusos sofridos pela criança já aconteciam há pelo menos duas semanas, conforme ela contou aos policiais, afirmando que seu padrasto, ia sempre para a cama onde ela dormia e a tocava nas partes íntimas. Assustada, a menina disse à polícia que sempre acordava com o padrasto tocando seu corpo, mas ficava quieta, temendo ser agredida por ele. No úlltimo domingo, ela teve coragem de contar para a mãe, que chamou a PM.

O padrasto confessou aos policiais que, de fato, se deitou com a menina. Mas alegou que não teve a intenção de machucar ou fazer mal à criança, e que agiu daquela forma em um momento de fraqueza. Disse também que chegou a pedir para a sua companheira não ir mais trabalhar à noite para ele não cair em tentação.

Os trabalhos investigativos da Polícia Civil tiveram início nesta segunda-feira (23/11), com o encaminhamento da criança ao Posto Médico-Legal, para realizar o exame de corpo delito. Tanto a vítima, quanto os demais envolvidos, mais as testemunhas, serão chamados para prestar depoimento à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM). Como não houve prisão em flagrante, o homem foi liberado, mas terá de depor na DEAM nos próximos dias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade