Publicidade

Estado de Minas CRIME

Três Pontas: Pipoqueiro foragido é suspeito de assassinato no centro

Suspeito sacou uma arma e teria efetuado dois disparos; militares apreenderam armas e drogas na casa de pipoqueiro de 69 anos, que está foragido


19/11/2020 21:23 - atualizado 19/11/2020 21:49

Rua precisou ser lavada após o crime(foto: Equipe Positiva/divulgação)
Rua precisou ser lavada após o crime (foto: Equipe Positiva/divulgação)
Um homem de 43 anos foi morto a tiros durante uma discussão no centro de Três Pontas, no Sul de Minas, nesta quinta-feira (19). O suspeito do crime é um pipoqueiro, que está foragido. A Polícia Militar aprendeu armas e drogas na casa do idoso de 69 anos.

 

De acordo com a Polícia Militar, o crime aconteceu após uma discussão na Praça Cônego Victor, ao lado da Igreja Matriz D’Ajuda. “Quando o suspeito sacou uma arma e teria efetuado dois disparos contra a vítima. Uma testemunha disse que o primeiro tiro não teria atingido e depois de ser alvejado pela segunda vez, caiu no chão”, explica a PM.

 

Elenilson de Oliveira Hipólito, de 43 anos, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto Atendimento Municipal (PAM), mas morreu ao dar entrada no hospital. O corpo dele foi encaminhando ao Instituto Médico Legal (IML) e enterrado no Cemitério Municipal da cidade.

 

O pipoqueiro, de 69 anos, fugiu e a rua precisou levada após o crime. “O suspeito foi identificado por câmeras de segurança e através de testemunhas que viram os dois e o pipoqueiro fugindo. Ele já é considerado foragido”, afirma.

 

Em seguida, os militares foram até a casa do suspeito e encontraram em cima de uma cama um rifle calibre 22 com a numeração picotada, uma espingarda calibre 28 sem numeração, 39 munições calibre 22, três coldres de arma de fogo e nove pinos de cocaína. Todo o material foi apreendido e encaminhado para a delegacia da Polícia Civil.

 

O caso é investigado pela polícia. “A motivação do crime caminha para um delito passional, todavia, essa afirmativa carece de mais elementos”, finaliza Polícia Civil.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade