Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Presídio de Betim tem surto de COVID-19 entre detentos e agentes da segurança

Foram confirmados 36 casos da doença entre detentos e profissionais da segurança. Ceresp não informa número total de presos atualmente no local


25/09/2020 13:34 - atualizado 25/09/2020 14:29

Ceresp: 17 detentos e 19 profissionais de segurança foram infectados pelo novo coronavírus (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
Ceresp: 17 detentos e 19 profissionais de segurança foram infectados pelo novo coronavírus (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
 

O Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp), que fica no bairro Pingo D'água, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), está com surto da COVID-19. Foram confirmados 36 casos da doença, sendo 17 detentos e 19 profissionais de segurança pública. O último caso foi confirmado em 18 de setembro. 

 

Segundo a Prefeitura de Betim, medidas de contenção do avanço da doença estão sendo tomadas. Os profissionais estão recebendo treinamento para coleta de SWAB, está havendo o fornecimento de teste rápido, além da implantação de fluxo com o laboratório do Hospital Público Regional de Betim para coleta de RT-PCR. A prefeitura está elaborando edital para contratação de profissionais de saúde via Processo Seletivo Simplificado (PSS),  para implantação da Política Nacional de Saúde Prisional.

 

Além disso, os funcionários do Ceresp foram orientados a manter o distanciamento e as medidas de higiene necessárias, além de procurar atendimento nas unidades de saúde de Betim, caso apresentem algum sintoma.

 

Por meio de nota, a Pefeitura de Betim explicou que “a Secretaria Municipal de Saúde foi notificada sobre o surto de COVID-19 no Centro de Remanejamento Prisional (Ceresp) de Betim em 22 de julho. Equipes da Vigilância Sanitária e da Vigilância em Saúde do Trabalhador estiveram no local nos dias 3 e 20 de agosto para uma inspeção e avaliação de suas condições. A Secretaria Municipal de Saúde continua acompanhando tecnicamente o Ceresp a fim de oferecer todas as medidas necessárias para o controle do surto”.

 

Por questões de segurança, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) não informa a lotação de unidades específicas. O Ceresp Betim também não informou o total de presos na unidade. 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade