Publicidade

Estado de Minas ESTRAGOS

Mais de 100 famílias em Alfenas são afetadas pela forte chuva de terça-feira na região

Prefeitura decretou estado de emergência, algumas famílias estão desabrigadas ou desalojados; Defesa Estadual está no município contabilizando os estragos


18/11/2020 11:38 - atualizado 18/11/2020 16:59

Defesa Civil Estadual está na cidade contabilizando os estragos(foto: Ascom/divulgação)
Defesa Civil Estadual está na cidade contabilizando os estragos (foto: Ascom/divulgação)
Mais de 100 famílias em Alfenas, no Sul de Minas, foram afetadas após forte chuva na tarde dessa terça-feira (17). Algumas vítimas ainda estão desabrigadas ou desalojados. A prefeitura decretou estado de emergência e um decreto foi publicado com prazo de 180 dias. A Defesa Estadual está no município contabilizando os estragos.

 

Várias árvores caíram pela cidade(foto: Ascom/divulgação)
Várias árvores caíram pela cidade (foto: Ascom/divulgação)
De acordo com a prefeitura, a chuva foi rápida, durou cerca de 10 minutos, acompanhada de granizo. “Chuva rápida com fortes rajadas de vento e granizo. Diversas árvores caídas, destelhamento de casas, estabelecimento e ruas alagadas. O representante da Defesa Civil Estadual acabou de chegar em Alfenas. Estamos ainda na contagem dos estragos. Quantidade de desabrigados e desalojados”, explica Marcelo Lopes, coordenador da Secretaria de Defesa Social.

 

Casas foram destelhadas e famílias afetadas(foto: Ascom/divulgação)
Casas foram destelhadas e famílias afetadas (foto: Ascom/divulgação)
O prefeito da cidade, Luiz Antônio da Silva (PT), gravou um vídeo na tarde dessa terça-feira, do bairro Santa Clara, decretando estado de emergência. O decreto foi publicado nesta quarta-feira (18). "A necessidade de adoção de medidas capazes de evitar irreparáveis danos à continuidade dos serviçospúblicos", diz documento.

 

Prefeitura ainda contabiliza os prejuízos(foto: Ascom/divulgação)
Prefeitura ainda contabiliza os prejuízos (foto: Ascom/divulgação)
Cerca de 100 famílias foram afetadas pelo temporal. Algumas vítimas ainda estão desabrigadas ou desalojadas. “Quatro famílias foram para casa de parentes por opção próprias. Outras seis pessoas, de uma mesma família, estão em um hotel na cidade. Um casal de idosos foi levado pela prefeitura para casa de parentes em Serrania. E outras mais de 20 famílias não precisaram ser realocadas e os reparos estão sendo feitos pela prefeitura”, afirma o secretário de assistência social, Antônio Augusto Garcia Veríssimo.

 

A placa de metal está sendo retirada do local(foto: Ascom/divulgação)
A placa de metal está sendo retirada do local (foto: Ascom/divulgação)
Outro bairro atingido foi o Pinheirinho. O telhado de um posto de combustíveis desabou com o vento forte. A estrutura metálica foi arrancada e arrastada, atingido a rede elétrica e impedindo a passagem de veículos. “Apesar do susto, tivemos apenas danos matérias. A placa de metal está sendo retirada do local. Oito equipes da Defesa Civil estão rodando a cidade fazendo busca ativa de imóveis danificados”, completa.

 

 

Machado

 

Uma forte chuva também atingiu a cidade de Machada na tarde dessa terça-feira. De acordo com a Polícia Militar, o temploral durou cerca de 40 minutos e choveu granizo em alguns pontos da cidade. Os militares registraram árvores caídas, mas sem ocorrências graves, como feridos e famílias desabrigadas ou desalojadas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade