Publicidade

Estado de Minas VEJA O VÍDEO

Valadares: funcionários de loja homenageiam gerente, vítima de racismo

Bruno Mendes 'jamais poderia ser gerente de uma loja por ser preto', segundo a mulher que ofendeu. Revoltados, funcionários produziram um vídeo denunciando o crime de racismo


17/11/2020 14:23 - atualizado 17/11/2020 15:11

Bruno Mendes disse que não guarda mágoa da mulher que o ofendeu. Para ele, o bem existe e sempre vencerá o mal(foto: Reprodução/Facebook )
Bruno Mendes disse que não guarda mágoa da mulher que o ofendeu. Para ele, o bem existe e sempre vencerá o mal (foto: Reprodução/Facebook )

“Você é o gerente? É inadmissível uma loja desse tamanho, desse nível, ter um gerente preto!”. A frase foi dita por uma mulher 'indiganada' a Bruno Mendes, de 29 anos, gerente de uma loja de móveis eletroeletrônicos no GV Shopping, em Governador Valadares, no Leste de Minas. Bruno, que foi jogador de futebol, atuando como zagueiro no América-MG, Democrata-GV, Ipatinga, Lajeadense-RS e São José-SP, sempre foi rápido para tomar as decisões dentro da área, mas ao ouvir a frase da mulher, desabou.

 

 

 

O fato aconteceu no sábado (14), por volta das 21h30. Bruno Mendes estava na porta da loja, quando uma mulher, idosa, chegou acompanhada de um homem, também idoso, e perguntou a ele quem era o gerente da loja. 

“Eu disse a ela: pois não, em que posso ajudar? Aí ela me disse aquelas palavras”, disse Bruno, se referindo à frase dita pela mulher, indignada, ao saber que ele seria o gerente. “Eu fiquei sem reação. Não sabia o que dizer. Entrei na loja, fui para a minha sala e chorei muito”, disse.

 

Quando saiu de sua sala, com sinais visíveis de quem havia chorado, contou o fato a alguns funcionários da loja, que se revoltaram. “Na hora que nós soubemos, começamos a trocar nossas fotos de perfil nas redes sociais e colocamos uma imagem contra o racismo”, disse um funcionário da loja.

 

A imagem que substituiu as fotos no perfil dos funcionários traz a frase “Por dentro somos todos da mesma cor. Diga não ao racismo."

 

Mas a reação dos funcionários teria de ir além da troca das fotos de perfil. Então, eles tiveram uma ideia: fazer uma recepção calorosa para Bruno Mendes, no domingo (15), produzir um vídeo e postar nas redes sociais, denunciando o crime de racismo cometido contra ele, e mostrando o quanto ele era importante para a loja e para todos.

 

“Lembramos que no domingo era a folga dele e de grande parte dos nossos colegas. Decidimos, então, fazer a homenagem na segunda-feira”, disse uma vendedora da loja, que esclareceu à reportagem que nem ela nem os colegas poderiam ter os nomes citados, a pedido da empresa.

 

O vídeo foi postado nos perfis do pessoal da loja no Facebook e Instagram nesta terça-feira (17) e tornou-se viral em poucas horas. Espalhou-se de forma espantosa nos grupos de WhatsApp e emocionou muito gente. 

 

Nas imagens, um funcionário da loja vai até a porta do GV Shopping, segurando um cartaz com a frase “Você é importante”, e espera Bruno Mendes chegar. Os dois se abraçam e seguem para a loja, que está em festa, com todos os funcionários aplaudindo Bruno e gritando o seu nome. A trilha sonora do vídeo é do Grupo Revelação, com a música “Tá escrito”, de Carlinhos Madureira, Xande de Pilares e Gilson Bernini. 

Mensagem de otimismo  

A música foi escolhida, segundo os funcionários, por ser apropriada para o momento, principalmente por ter uma mensagem de otimismo para o gerente, que tinha ido pra casa arrasado na noite de sábado. “Erga essa cabeça/ mete o pé e vai na fé/ Manda essa tristeza embora/ Basta acreditar que um novo dia vai raiar/ Sua hora vai chegar!”

 

Depois da homenagem e do carinho recebido de seus colegas de trabalho, Bruno disse que não guarda mágoa da mulher que o ofendeu. “Prefiro ficar com o carinho e abraços que recebi, e com as muitas mensagens que chegaram até a mim. O bem existe e vai ser muito maior que o mal, sempre.”



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade