Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Mineiro que instalou outdoors pró-Trump não reconhece vitória de Biden

Edson Delana, o mineiro que mandou instalar outdoors pró-Trump em Valadares, disse que a eleição nos Estados Unidos ainda não acabou e que terá mais capítulos na Suprema Corte


07/11/2020 18:19 - atualizado 07/11/2020 18:57

(foto: Na mesma placa em que estava colado o cartaz de Donald Trump, imigrantes da Flórida anunciam um novo empreendimento em Boca Raton)
(foto: Na mesma placa em que estava colado o cartaz de Donald Trump, imigrantes da Flórida anunciam um novo empreendimento em Boca Raton)
O mineiro Edson Delana, que mandou instalar outdoors pró-Trump em Governador Valadares, não reconhece a vitória de Joe Biden, declarado presidente eleito dos Estados Unidos neste sábado (7). Delana disse que o outdoor fez muito sucesso no Brasil e entre os imigrantes brasileiros na Flórida, onde ele tem negócios. “Não vou negar que estou triste, mas tenho recebido muitas mensagens, com muita gente triste também. Mas eu falo pra eles que a eleição ainda não acabou, ainda tem a Suprema Corte”, disse.

Delana é mineiro de São Geraldo da Piedade e mora nos Estados há quase 40 anos. Empresário bem sucedido, ele se declara cristão e conservador de direita. Os outdoors que ele mandou instalar em Valadares tinham como objetivo mostrar que os conservadores de direita são maioria nos Estados Unidos, que para ele é uma terra abençoada. 
 
E o objetivo principal, segundo ele, foi mostrar aos valadarenses e aos brasileiros que Donald Trump é uma pessoa do bem, além de ser um empresário bem sucedido, que mudou a América para melhor.
 
“Se você tratar o Trump bem, ele vai te tratar bem. Mas existem muitas pessoas que tem ódio dele. Quem votou em Trump, votou por amor. Mas quem votou em Biden, votou porque tem ódio do Trump”, lamentou Delana.
  
Para ele, quem disse que Joe Biden está eleito presidente dos Estados Unidos é a mídia e as corporações que financiaram a campanha dele. Explicou que a eleição ainda não acabou, que ainda faltam votos a serem contados, e a Suprema Corte ainda vai examinar todas as cédulas de votação enviadas pelos Correios e que chegaram após o dia da eleição, em 3/11, no estado da Pensilvânia.
 
“O sistema de votação é arcaico, dá margem para fraudes', disse, lembrando que tem fé que tudo vai se resolver da melhor forma.
 
Sobre os outdoors que substituíram as peças de Trump em Valadares, ele disse que são de brasielros amigos, que fizeram um grande investimento na Flórida. Esses outdoors chamam a atenção em Valadares por anunciar uma padaria e restaurante em Boca Raton, Flórida. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade