Publicidade

Estado de Minas SALVAMENTO

Polícia impede que namorada se suicide por ciúmes em BH

Mulher precisou ser imobilizada pela Polícia Militar, pois ameaçava se matar com uma faca por ciúmes do namorado. O salvamento ocorreu no Morro do Papagaio, em BH


14/11/2020 11:11 - atualizado 14/11/2020 12:15

Momento em que a mulher é agarrada pela soldado que a impede de se matar(foto: Reprodução/PMMG)
Momento em que a mulher é agarrada pela soldado que a impede de se matar (foto: Reprodução/PMMG)

Com um bote rápido e preciso uma policial militar do 22º Batalhão imobilizou o braço de uma jovem de 20 anos e impediu o suicídio por ciúmes do namorado, na noite desta sexta-feira (13).

O chamado para salvamento foi na Vila Santa Rita de Cássia, parte do Aglomerado Morro do Papagaio, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

Segundo a ocorrência policiail, uma mulher de 20 anos estava descontrolada por suspeitar de traição do seu namorado. Ela teria destruído a pedradas parte do carro da mãe do namorado, um Volks Wagen Gol, e depois sacado uma faca de cozinha, com a qual perfurava e cortava as roupas dele e ameaçava se matar.

Policiais militares e bombeiros participaram da ação e quando chegaram na residência do namorado, viram a jovem dilacerando as roupas dele que estavam em uma cesta, com uma faca de cozinha. Os militares perceberam que ela tinha cortes nos dois braços.

Segundo os policiais e bombeiros, ao ver que os militares se aproximaram, a mulher declarou que iria se matar e continuou a cortar as vestimentas.

Num momento de descuido da jovem, a soldado Longatti agarrou o braço que ela usava para manuzear a lâmina e a imobilizou. Populares e socorristas tentaram convencer a mulher a largar A faca, mas foi preciso forçá-la.

Depois de imobilizada, a mulher foi levada pelos bombeiros para receber tratamento para o que foi classificado como "surto psicótico". 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade