Publicidade

Estado de Minas MINAS CONSCIENTE

Teófilo Otoni: Feira de Pedras Preciosas tem formato diferente este ano

A 30ª Feira Internacional de Pedras Preciosas de Teófilo Otoni (FIPP-TO) foi aberta nesta terça-feira (10/11) com público reduzido e cumprindo normas do Plano Minas Consciente


10/11/2020 20:13 - atualizado 10/11/2020 20:34

Em 2020, a FIPP-TO acontece dentro do protocolos do Minas Consciente, com distanciamento e uso de máscaras(foto: Reprodução Redes Sociais)
Em 2020, a FIPP-TO acontece dentro do protocolos do Minas Consciente, com distanciamento e uso de máscaras (foto: Reprodução Redes Sociais)
A 30ª Feira Internacional de Pedras Preciosas de Teófilo Otoni (FIPP-TO) foi aberta nesta terça-feira (10/11) com formato diferente, obedecendo as normas do Plano Minas Consciente para o controle da pandemia do novo coronavírus. Em 2019, a FIPP recebeu um público de 11 mil pessoas. Para ampliar a visibilidade da feira, a organização vai fazer uma vitrine virtual para o comprador fazer contato direto com o fornecedor.
 
 
A FIPP-TO é organizada pela Associação dos Comerciantes e Exportadores de Joias e Gemas do Brasil (GEA). Leonardo Silva Souto, presidente da GEA, disse que a edição 2020 é um ato de muita coragem. “Seria mais fácil se acovardar, adiar o evento nesse ano pandêmico, mas os nossos colegas, colaboradores, garimpeiros, produtores de gemas e semijoias fizeram um esforço e estão aqui hoje”, disse, na abertura de evento.

Aproveitando a presença do governador Romeu Zema na solenidade de abertura, o presidente da GEA disse que a atividade econômica representada na feira, deixa de ter o aspecto de escória, que é o garimpeiro, na visão de muitos, e mostra o aspecto legal da atividade. Ele pediu apoio do governo do estado para continuar produzindo dentro da legalidade, gerando emprego, renda e recursos ao estado.

A feira acontece no Centro de Convenções Expominas IV, até 14 de novembro. A feira reúne expositores de todas as qualidades de gemas produzidas no país – tanto brutas como lapidadas – e também espécimes de coleção, além de artesanato e bijuterias em pedras.

Entre os produtos em exposição e para comercialização destacam-se as pedras preciosas brutas e lapidadas, como berilo, crisoberilo, turmalina, quartzos, espodumênio, opala, calcita, dentre outras, além de espécies para colecionadores, jóias, artesanato mineral, máquinas, equipamentos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade