Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Ipatinga: após acidente misturar esgoto na água potável, Copasa corrige o problema

O acidente aconteceu durante reparo na rede de esgoto do Bairro Vila Celeste, causando a intercomunicação das redes e água e esgoto, provocando mau cheiro na água potável


10/11/2020 10:41 - atualizado 10/11/2020 11:52

O problema afetou moradores do Vale do Sol, comunidade localizada na Vila Celeste, em Ipatinga(foto: Redes Sociais/Reprodução)
O problema afetou moradores do Vale do Sol, comunidade localizada na Vila Celeste, em Ipatinga (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Os moradores da comunidade Vale do Sol, localizada no Bairro Vila Celeste, em Ipatinga, denunciaram à Prefeitura, na segunda-feira (9), que a água potável que saia das torneiras de suas casas apresentava mau cheiro. Equipes da Vigilância Sanitária e dos Serviços Urbanos e Meio Ambiente foram até ao bairro e, ao comprovarem a existência do problema, pediram que a Copasa tomasse providências urgentes para resolvê-lo.

O mau cheiro na água potável, de acordo com a Prefeitura, ocorreu “por ação de responsabilidade exclusiva da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), enquanto realizava trabalho de reparo em rede de esgoto no local, que resultou na intercomunicação do material sanitário com a rede de água”. 

O acidente nas redes de água e esgoto, motivou a Prefeitura, por meio do Departamento de Energia e Saneamento da Sesuma, a enviar uma notificação a Copasa por Descumprimento Contratual.

A empresa foi advertida de que “a continuidade e a qualidade dos serviços públicos são quesitos essenciais para a prestação dos serviços concedidos, em especial os de água e esgoto”, ressaltando que “o fato narrado constitui falta grave na condução do contrato de concessão”, informou a Prefeitura em nota.

As equipes da Vigilância Sanitária coletou amostras de água em três pontos distintos, para análise de turbidez, nível de concentração de cloro e verificação de percentual de coliformes fecais. Os resultados vão determinar o grau das sanções administrativas a serem tomadas. 
 
A Prefeitura exigiu da Copasa o total acompanhamento social às famílias atingidas. A empresa deverá também encaminhar ao poder concedente relatório circunstanciado de todo o evento.

Copasa esclarece

A Copasa informou, em nota, as causas do problema. E esclareceu que todas as providências foram tomadas pela empresa para resolvê-lo. Segundo a Copasa, assim que o incidente foi identificado, equipes da empresa iniciaram os trabalhos de manutenção e correção necessários, promovendo a limpeza nas redes de distribuição e ramais prediais de água. Fez a inspeção, limpeza e desinfecção de caixas d'água dos imóveis afetados. 

Segundo a Copasa, técnicos da empresa continuam fazendo coletas e análises da água dos imóveis da região afetada e tomando as providências necessárias. "O abastecimento com água tratada, dentro dos padrões de qualidade, foi restabelecido às 15 h de segunda-feira em todo o bairro", informou.

A empresa informou também que está prestando todo o suporte necessário aos moradores do Bairro Vila Celeste, inclusive com disponibilidade de caminhão pipa e equipes de mobilização social, porta a porta, sanando eventuais dúvidas dos clientes, "reafirmando, assim, seu compromisso com a população de Ipatinga".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade