Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Culto ecumênico e manifestação lembram os 5 anos da tragédia de Mariana

Culto ecumênico foi celebrado na Praça da Bíblia, área central de Governador Valadares e foi marcado por protesto de atingidos pedindo justiça para o crime ambiental


05/11/2020 12:12 - atualizado 05/11/2020 15:59

Antes do culto ecumênico, pessoas atingidas pela lama que desceu rio abaixo mostraram uma faixa em protesto contra a impunidade(foto: Tim Filho)
Antes do culto ecumênico, pessoas atingidas pela lama que desceu rio abaixo mostraram uma faixa em protesto contra a impunidade (foto: Tim Filho)
Um culto ecumênico em intenção das vítimas da tragédia de Mariana foi celebrado na manhã de hoje em Governador Valadares, Leste de Minas. Antes do culto, realizado na Praça da Bíblia, área central de Valadares, houve uma manifestação pelos cinco anos do rompimento da barragem de Fundão, que destruiu o distrito de Bento Rodrigues e despejou lama no Rio Doce, até a sua foz, em Regência, ES.

O culto foi a única atividade presencial do Seminário Integrado do Rio Doce (SIRD), que está acontecendo em Governador Valadares desde 20 de outubro, e se encerra nesta sexta-feira. Participam do seminário pessoas que foram atingidas pela tragédia, instituições de ensino, grupos de pesquisa e órgãos representativos das comunidades localizadas ao longo do Rio Doce.

Durante o seminário acontecem debates sobre as questões relativas às consequências do rompimento da Barragem de Fundão. O tema do seminário é 'Esquecimento e incertezas dos desastres da mineração: resistir é preciso'.

Wellington Azevedo, da Cáritas Brasileiras, participa do Seminário e foi um dos organizadores do culto ecumênico. Ele disse que a tragédia de Mariana não pode ser esquecida e que as indenizações e reparos aos danos ambientais causados seguem um ritmo lento e por isso é necessário não deixar tudo cair no esquecimento. O culto contou com a participação de aproximadamente 20 pessoas. "Nossa intenção era realizar a om culto sem provocar aglomeração", disse.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade