Publicidade

Estado de Minas Imunização

Belo Horizonte prorroga campanha de vacinação contra a pólio

Apenas 41% das crianças foram imunizadas na capital mineira


29/10/2020 15:48 - atualizado 29/10/2020 16:16

Menos da metade das crianças de até 4 anos recebeu a vacina contra a poliomielite. Por isso, a campanha foi prorrogada até 20 de novembro(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
Menos da metade das crianças de até 4 anos recebeu a vacina contra a poliomielite. Por isso, a campanha foi prorrogada até 20 de novembro (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press)
A expectativa da campanha de multivacinação é que 109 mil crianças de até 4 anos de idade fossem vacinadas. A ação terminaria nesta sexta-feira (30). No entanto, somente 45 mil foram imunizadas. Diante do baixo índice de cobertura contra a poliomielite e o sarampo, a campanha, em Belo Horizonte, foi prorrogada e agora vai se encerrar no dia 20 de novembro
 
 
No caso do sarampo, a adesão foi ainda mais baixa, apenas 10% do público-alvo, adultos de 20 a 49 anos, procurou as unidades de saúde da capital. A estimativa é que cerca de 1,1 milhão de pessoas fossem imunizadas, mas até o dia 27 de outubro, somente 119 mil receberam a vacina. 

Outras vacinas

Além do sarampo e da poliomielite, doses de outras vacinas estão disponíveis para a população, nas unidades de saúde, são elas: BCG, Pentavalente, Rotavírus, Hepatite A, Hepatite B, Meningo C, Meningo ACWY, Pneumo 10, Tríplice Bacteriana, Tríplice Viral, Varicela, Febre Amarela, HPV, Dupla Adulto e Tríplice Bacteriana tipo Adulto.

As doses serão aplicadas assim que a necessidade individual de imunização for constatada. No entanto, é fundamental levar o cartão de vacinação para que o profissional de saúde faça a conferência.

Locais 

A imunização acontece em todos os Centros de Saúde de Belo Horizonte. Para saber os locais e horários de funcionamento, consulte aqui

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, todos os centros permanecem abertos durante a pandemia e contam com várias medidas de segurança para evitar contaminação. Além disso, o uso de máscaras é obrigatório, exceto para crianças de até 2 anos.
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade