Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Prefeitura de Patos de Minas não abrirá cemitérios no Dia de Finados; decisão gera polêmica

Decisão é preventiva contra a COVID-19, mas gerou polêmica entre os moradores da cidade


28/10/2020 10:56 - atualizado 28/10/2020 11:21

Cemitério Santa Cruz funciona apenas em regime de plantão(foto: Reprodução/Google Street View)
Cemitério Santa Cruz funciona apenas em regime de plantão (foto: Reprodução/Google Street View)
A Prefeitura de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, não vai abrir cemitérios do município no próximo dia 2 de novembro, feriado de Finados. A decisão é preventiva, segundo o poder público,  diante do quadro da COVID-19 na localidade. A decisão, contudo, gerou polêmica entre os moradores da cidade.

Em comunicado, o Comitê Municipal de Enfrentamento à doença em Patos de Minas deliberou pela não abertura de cemitérios privados e municipais, incluindo unidades situadas na zona rural. A situação é considerada preocupante no município, que tem 77 mortes confirmadas em decorrência do novo coronavírus.

Em ofício, o comitê informou que “cerca de 10 mil pessoas visitaram o Cemitério Municipal Santa Cruz no Dia de Finados em 2019. É um espaço amplo, onde seria muito complicado controlar o fluxo interno e externo, o tempo de permanência das pessoas, de forma a possibilitar a visitação de todos que aguardam do lado de fora, e garantir que todos procedessem à higienização correta das mãos”. Atualmente, o cemitério Santa Cruz está funcionando apenas em regime de plantão para sepultamentos.

Na postagem feita pelo município em redes sociais, houve uma série de questionamentos sobre a decisão, como nos comentários a seguir, feitos na publicação. “As eleições podem, carreata de candidato pode, boteco aberto pode, aglomeração pode, mas não pode visitar entes queridos (no cemitério)”. “Não pode abrir o cemitério? Mesmo tendo tantas aglomerações dos políticos por aí em carreatas e caminhadas”. “Não tem por que não abrir, eles falam que estamos na onda verde!”.

Respostas


De acordo com o Município, a onda verde não significa total flexibilização e há autonomia para deliberação de situações específicas. Além disso, os ambientes não deveriam ser comparados, pois têm naturezas diferentes.

No mesmo ofício com decisão de não aberturas de cemitérios, o comitê de enfrentamento à COVID-19 afirma compreender o descontentamento diante da tradição de visitar os túmulos no dia de Finados, mas afirma que o momento é atípico. “Gostaríamos, sim, que o Dia de Finados ocorresse da forma tradicional. Mas cemitérios são ambientes insalubres. Quem os visita deve tomar cuidados redobrados. Infelizmente, no atual momento, não temos condições de liberá-los em data na qual é grande o risco de aglomeração.”

Além de 77 óbitos por COVID-19, Patos de Minas registrou até agora 2.774 casos da doença e tem 23 pessoas internadas em unidades hospitalares do Município, sendo 7 delas em UTI. A ocupação é de 57% do total de leitos no local.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade