Publicidade

Estado de Minas

Assaltante ataca motorista de aplicativo com seringa no Centro de BH

Vítima estava perto da Avenida Olegário Maciel quando foi atacada. Além das perfurações com a seringa, ele levou coronhadas e uma facada nas costas


28/10/2020 08:10 - atualizado 28/10/2020 16:28

Seringa usada pelo criminoso foi recolhida(foto: Leonardo Alvarenga Santos/Divulgação)
Seringa usada pelo criminoso foi recolhida (foto: Leonardo Alvarenga Santos/Divulgação)


Um homem de 54 anos, que trabalha como motorista de aplicativo, viveu momentos de pânico no início da madrugada desta quarta-feira no Centro de Belo Horizonte. Ele foi vítima de um assalto e, além de levar coronhadas e uma facada, ainda foi perfurado por uma seringa que estava com o criminoso. A vítima recebeu atendimento no Hospital João XXIII.

O crime ocorreu perto da Avenida Olegário Maciel. O motorista contou à Polícia Militar (PM) que o carro dele foi interceptado por dois homens em uma motocicleta. Armado com um revólver, o garupa desceu e entrou no veículo dele pela porta do passageiro. 

A vítima disse à polícia que, além de dar coronhadas na cabeça dele, o criminoso o perfurou em diferentes partes do corpo com uma seringa contendo uma substância desconhecida. O assaltante alegou que ela estava contaminada com o vírus HIV. O agressor também o atacou com uma faca, causando um corte nas costas. Os criminosos fugiram levando R$ 80 da vítima. 

Vítima conta como foi o assalto. Identificação do motorista será preservada. Crédito das imagens: Leonardo Alvarenga Santos/Divulgação



Depois do crime, a vítima procurou a base da PM perto da rodoviária de BH e pediu ajuda. De lá, ele foi levado ao Hospital João XXIII para ser medicado. Os filhos da vítima estiveram na unidade para acompanha-lo. A seringa usada pelo assaltante foi recolhida no carro e deve ser examinada.

Até o encerramento da ocorrência nenhum suspeito havia sido localizado. A ocorrência foi registrada na Central de Flagrantes da Polícia Civil 2 (Ceflan 2).  

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que o fato foi registrado como roubo. "Um procedimento investigatório foi instaurado para apurar as circunstâncias, motivo e autoria do crime. A investigação segue em andamento. Outras informações serão repassadas em momento oportuno", informou por meio de nota. 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade