Publicidade

Estado de Minas

Assaltantes batem carro roubado e um deles morre em Venda Nova

Motorista de aplicativo foi rendido pouco depois de começar corrida e ainda foi esfaqueado. Suspeito que morreu é menor de idade


23/10/2020 09:09 - atualizado 23/10/2020 10:10

Um dos suspeitos foi levado ao Hospital João XXIII (foto: Leonardo Alvarenga/Divulgação)
Um dos suspeitos foi levado ao Hospital João XXIII (foto: Leonardo Alvarenga/Divulgação)


Um assalto terminou com um suspeito morto e outro gravemente ferido na madrugada desta sexta-feira na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), os envolvidos, de 16 e 19 anos, bateram o carro roubado enquanto fugiam pela Rua Padre Pedro Pinto

O veículo, um Renault Logan prata, pertencia a um motorista de aplicativo. De acordo com a PM, a vítima contou que foi chamada para fazer uma corrida no Bairro Tupi, na Região Norte da cidade. Chegando ao endereço, dois rapazes embarcaram. Ele dirigiu por alguns metros até que o mais velho pediu que ele parasse para buscar um objeto e uma quantia em dinheiro na casa dele, que fica na mesma rua. O motorista contou que, ao voltar da residência, o homem disse que precisava ir ao Bairro Vista do Sol, na Região Nordeste, mas que não tinha dinheiro para os custos da corrida. No entanto, o motorista não aceitou e disse que cancelaria a corrida.

Diante da recusa, o adolescente que estava com ele sacou uma faca, colocou no pescoço do condutor, fez ameaças e o mandou entrar no porta-malas. O motorista reagiu e o suspeito tentou dar uma facada no peito dele, mas a vítima desviou e acabou sofrendo um corte superficial na região das costelas. O dono do carro conseguiu sair correndo e a dupla fugiu levando o carro. 

A PM foi acionada pela vítima pouco antes das 2h. Ele dispensou atendimento médico e ajudou os militares a rastrear o veículo por meio do GPS do celular dele, que havia sido levado. 

Viaturas de diferentes regiões receberam o alerta para o roubo. O carro foi avistado por uma delas na Rua Padre Pedro Pinto em direção a Ribeirão das Neves, na Grande BH. O carro acabou sendo abordado já próxima à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Justinópolis. Os policiais deram sinais de parada, mas o motorista fugiu em alta velocidade. O carro foi avistado novamente no Bairro Santa Fé, mas depois os policiais o perderam de vista. 

O rastreamento continuou, até que o carro foi localizado novamente na Rua Padre Pedro Pinto, altura do número 2.180, destruído após bater contra o muro de um imóvel. Um dos ocupantes foi arremessado para fora e o outro estava preso às ferragens. O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e confirmaram a morte do primeiro suspeito, o menor de idade. O outro, que estava na direção, foi retirado do carro e levado para o Hospital João XXIII, onde ficou sob escolta. O Corpo de Bombeiros informo que o estado dele era grave. O homem estava sem documentos.

Após a perícia da Polícia Civil, o carro foi rebocado e levado a um pátio. A ocorrência foi encerrada na Divisão de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (Dopcad).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade