Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Vale do Aço: Região Metropolitana está no Conselho do Parque Rio Doce

Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço integra pela primeira vez o Conselho Consultivo do Parque Estadual Rio Doce


27/10/2020 17:44 - atualizado 27/10/2020 18:16

Lagoa Dom Helvécio, na área de Preservação do Parque Estadual Rio Doce(foto: SEMAD/Divulgação)
Lagoa Dom Helvécio, na área de Preservação do Parque Estadual Rio Doce (foto: SEMAD/Divulgação)
O novo Conselho Consultivo do Parque Estadual Rio Doce (PERD), eleito na segunda-feira (26), para mandato de dois anos, terá pela primeira vez uma cadeira para a Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA).

A ARMVA está inserida no colegiado graças às ações conjuntas que desenvolve com a Gerência do Parque, executadas desde o início desta gestão.

 

O gerente de Planejamento da ARMVA, Cauan Bittencourt Lana, disse que a participação efetiva da autarquia no Conselho vai permitir que trabalhos em diferentes frentes: “É importante a nossa presença no Conselho Consultivo do PERD justamente pela atuação da ARMVA de planejamento metropolitano e de regulação da expansão urbana”.

 

Para Cauan, ao participar do Conselho, a ARMVA terá acesso aos acontecimentos relacionados ao parque de forma mais rápida e poderá propor soluções conjuntas. “Acredito que a proposta do Conselho vá ao encontro do nosso trabalho, em especial pela capacidade de articulação que temos com outros órgãos”, destacou.

Meio ambiente e desenvolvimento socioeconômico

 

A ARMVA já atua em parceria com as equipes do PERD e do Instituto Estadual de Florestas na prestação de apoio aos projetos de pequenas concessões e outros temas que possuem interface entre meio ambiente e desenvolvimento socioeconômico.

Além disso, as atividades de fiscalização do parcelamento do solo, com a efetivação da ARMVA no Conselho, poderão ser intensificadas com a parceria entre a autarquia e demais órgãos fiscalizadores.

 

A agência é uma autarquia territorial e especial do Estado de Minas Gerais, com caráter técnico e executivo para fins de planejamento, assessoramento e regulação urbana, viabilização de instrumentos de desenvolvimento integrado da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA) e apoio à execução de funções públicas de interesse comum.

A Região Metropolitana do Vale do Aço é composta pelos municípios de Coronel Fabriciano, Ipatinga, Santana do Paraíso e Timóteo, além de 24 municípios no chamado Colar Metropolitano.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade