Publicidade

Estado de Minas

Celebração eucarística pelos 39 anos de morte da freira milagrosa de Minas

Processo de beatificação da Serva de Deus tramita no Vaticano


15/10/2020 23:02

Considerada uma pessoa simples, humilde, alegre, Irma Benigna tinha grande amor ao próximo(foto: Reprodução)
Considerada uma pessoa simples, humilde, alegre, Irma Benigna tinha grande amor ao próximo (foto: Reprodução)
Dia de reverenciar a memória de Irmã Benigna, cujo processo de beatificação tramita no Vaticano. Será celebrada nesta sexta-feira (16), às 14h, missa pelos 39 anos da morte dafreira considerada milagrosa. Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, excepcionalmente, neste ano, a celebração eucarística, antes realizada no Recanto Monsenhor Domingos, em Caeté, na Regiao Metropolitana de Belo Horizonte, será no Santuário Arquidiocesano Nossa Senhora da Conceição dos Pobres, que fica na Rua Além Paraíba, 152, Bairro Lagoinha, na capital.

A missa será presidida pelo padre Íris Mesquita Martins e concelebrada pelo padre Emanuel Castro Costa. Os agendamentos devem ser feitos com Mariete, pelo telefone (31) 99954-2630, ou Celeste (31) 99784-4732. A celebração também será transmitida ao vivo, pelo canal da devoção no YouTube (Irmã Benigna): https://www.youtube.com/channel/UCfZdiuIl4OiWXm2EciwK4_Q

Em Lavras, na Região Sil de Minas, a missa pelos 39 anos de morte de Irmã Benigna será na Igreja Matriz de Sant'Ana, às 19h, presidida pelo padre Paulo César Henrique. É indispensável o uso de máscara durante a celebração e obrigatório o agendamento na secretaria da paróquia: (35) 3821-1358

Considerada uma pessoa simples, humilde, alegre, Irma Benigna tinha grande amor ao próximo. Nasceu em Diamantina-MG, no dia 16 de agosto de 1907. Aos 28 anos de idade, no dia 11 de fevereiro de 1935 ingressou na Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade onde, levando vida de santidade, prestou serviços em diversas cidades de Minas Gerais: Itaúna, Caeté, Lambari, Lavras, Sabará e Belo Horizonte. Faleceu em 16 de outubro de 1981, em Belo Horizonte. Em vida, já era considerada Santa. Devido ao número de milagres atribuídos à sua intercessão, foi aberto o Processo de sua Beatificação na Arquidiocese de Belo Horizonte, no ano de 2011. Atualmente, o Processo encontra-se na Fase Romana.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade