Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Valadares se despede da onda verde com saideira nos bares e restaurantes

No último dia da onda verde, vários músicos agendaram shows nos bares e restaurantes, que não poderão ser realizados a partir deste sábado (10)


09/10/2020 18:26 - atualizado 09/10/2020 18:53

Sem música ao vivo, os bares como este, do bairro Grã-Duquesa, poderão oferecer aos clientes bebidas e petiscos para consumo no local(foto: Tim Filho)
Sem música ao vivo, os bares como este, do bairro Grã-Duquesa, poderão oferecer aos clientes bebidas e petiscos para consumo no local (foto: Tim Filho)
A Prefeitura de Governador Valadares vai pegar pesado com empresas ou pessoas que desrespeitarem as medidas de enfrentamento à COVID-19. O secretário municipal de Governo, Marcos Sampaio, disse que o município estava indo muito bem na aplicação das medidas contra a contaminação pelo novo coronavírus, mas muitos relaxaram quando a cidade entrou na onda verde no último dia 3.

Na onda amarela, e como novas restrições, não haverá alternativa senão endurecer. A medida que foram chegando as denúncias de aglomerações ou desrespeito às normas, os fiscais da Prefeitura, da Vigilância Sanitária e Posturas, vão autuar empresas e pessoas que burlam a lei.

O secretário disse que nos primeiros dias da onda verde, houve um acréscimo de 20% a 30% nas métricas de isolamento social, ou seja, muito mais gente saiu de casa. E muito sem máscara. Sobre as denúncias de aglomeração em bares e restaurantes, o secretário disse que a responsabilidade é do proprietário, que precisa seguir com rigor os protocolos sanitários.

Marcelo Schlaucher, presidente do Sindicatos dos Bares e Restaurantes de Governador Valadares, disse que os bares e restaurantes sofrem com as restrições, enquanto outros setores, como os supermercados, não. Schlaucher lamentou a saída da onda verde por causa da restrição feita à música ao vivo, que agora está proibida. “Deram o pirulito para alguns setores e agora tiraram de novo”, disse. Para ele tudo será resolvido quando houver vacina e a pandemia for extinta.

Nesta sexta-feira (90), último dia da onda verde, alguns bares programaram a saideira da música ao vivo, porque no sábado, começa a valer a onda amarela. Os cinemas do GV Shopping, que voltaram a ter sessões na quinta-feira (8) preferiram não fazer a saideira. Ficaram mesmo com as sessões de um único dia e vão retomar as exibições quando a cidade entrar novamente na onda verde. 

As aulas presenciais nas escolas da rede pública e particular, que poderiam ser retomadas a partir de 19/10, foram assunto de uma reunião realizada hoje entre o Ministério Público e os dirigentes das escolas. Ficou definido que haverá construção coletiva de um protocolo para a volta às aulas presenciais, porém, para ser aplicado quando a cidade conseguir novamente os índices para entrar na onda verde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade