Publicidade

Estado de Minas INVESTIGAÇÃO

Candidato a prefeito de Uberaba será processado por invadir propriedade de 'adversário'

Presidente da Codau Uberaba registrou boletim de ocorrência relatando que o vereador Thiago Mariscal teria invadido sua residência em Rifaina (SP)


07/10/2020 18:02 - atualizado 14/10/2020 11:05

O vereador e candidato a prefeito de Uberaba, Thiago Mariscal está sendo processado pelo presidente da Codau, Luiz Neto Guaritá(foto: Divulgação)
O vereador e candidato a prefeito de Uberaba, Thiago Mariscal está sendo processado pelo presidente da Codau, Luiz Neto Guaritá (foto: Divulgação)
O presidente da Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas (Codau) de Uberaba, Luiz Guaritá Neto, abriu processo por invasão consumada contra o vereador e candidato a prefeito Thiago Mariscal (PSC). De posse de boletim de ocorrência da Polícia Miliar (PM), a Polícia Civil (PC) investiga o caso.
 
Segundo informações divulgadas pela assessoria de Luiz Neto, a invasão aconteceu durante a madrugada do dia 30 de setembro, em propriedade do presidente da Codau, que fica em condomínio fechado de Rifaina (SP). Luiz Neto não se encontrava na propriedade no dia do suposto crime. “A invasão está sendo apurada pela Polícia Civil daquele município e irá gerar ações criminais e cíveis”, destaca. 
 
Ainda de acordo com a assessoria de Luiz Neto, duas testemunhas prestaram depoimento para boletim da Polícia Militar (PM) e comprovaram o crime de invasão. “Os caseiros declararam que o vereador se passou por amigo de Luiz Neto para invadir a casa e realizar filmagens, estando naquele momento completamente alterado. Ação foi política e visava objetivos exclusivos de denegrir a imagem do dirigente da Codau”, considerou a assessoria de Luiz Neto. 
 
“A investigação criminal está em curso e o vereador será responsabilizado em dois processos. Um na esfera criminal por invasão de propriedade e outro no âmbito civil, em que irá responder ação de reparação por danos morais. O advogado Marcelo Cordeiro é quem acompanha o caso”, disse a nota da assessoria de imprensa do presidente da Codau Uberaba.
 
Por meio de sua assessoria, Luiz Neto diz ter ficado pouco surpreso com o comportamento do vereador e candidato a prefeito por Uberaba, mas assegura que esse tipo de atitude é crime e que haverá consequências para ele. “Política não se faz com bravatas, nem com populismo, muito menos invadindo direitos sagrados do cidadão”.
 
A reportagem entrou em contato por telefone com o vereador e candidato a prefeito, Thiago Mariscal, e também com sua advogada, Taciana Mariscal, mas as ligações não foram atendidas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade