Publicidade

Estado de Minas COVID 19

Psiu Poético: a poesia como elemento contra o preconceito e desigualdades na pandemia

Pela primeria vez em 34 anos, Festival Psiu Poético é realizado em formato virtual, por causa do distanciamento social


06/10/2020 20:28 - atualizado 06/10/2020 21:10

Festival prossegue até segunda-feira, 12 de outubro(foto: Psiu Poetico/divulgação)
Festival prossegue até segunda-feira, 12 de outubro (foto: Psiu Poetico/divulgação)
A poesia como instrumento para redução das desigualdades e rompimento do preconceito diante da pandemia do coronavirus. Com esse espírito, ocorre nesta semana em Montes Claros, no Norte de Minas, o Festival Nacional de Arte Contemporânea Psiu Poético, que, pela primeira vez, em 34 anos de existência, é realizado no sistema virtual. 

Iniciada domingo (4), a programação prosseguirá até segunda-feira (12), com lives, exibição de vídeos documentários, filmes e performances de dança.
Os eventos podem ser acompanhados pelo canal do Psiu Poético no Youtube, pelo Instragam e pelo Facebook. “Entendo que o Psiu Poético tem uma importância enorme neste momento de afirmar o poder da poesia contra a barbárie, contra a desumanidade, contra as desigualdades sociais que a COVID-19 acabou por escancarar”, afirma o professor e escritor Anelito de Oliveira.

Ele assumiu o cargo de curador da 34ª edição do festival, em substituição ao poeta Aroldo Pereira, que deixou a função por ser candidato a vereador em Montes Claros. Aroldo foi o idealizador e criador do evento, que reúne participantes de todo o país. 
 
“A poesia é o gênero literário que mais impacta a consciência, estimula o pensamento, a criticidade. Neste contexto de pandemia, a realização da 34ª edição Festival de Arte Contemporânea Psiu Poético significa, sobretudo, a afirmação da importância da poesia enquanto mecanismo de produção de consciência humanitária”, afirma Anelito. 

“O Psiu Poético é um caso de negação de quaisquer preconceitos e afirmação da solidariedade humana. A pandemia tem escancarado a desumanidade, o racismo, a pobreza, a violência contra a mulher em geral, e contra a mulher negra em especial, o genocídio da juventude negra e a ganância neoliberal. Estamos vendo que o verdadeiro vírus, a causa maior do coronavirus, é a maldade. O Psiu é, por isso, um movimento antiviral, uma apologia coletiva do bem”, comenta ele. 

Desde domingo, são promovidas dentro do Psiu as “conversas dançantes”, com a participação de poetas, músicos, professores e pesquisadores importantes em atividade na cidade de Montes Claros, no Estado de Minas Gerais e no Brasil. As conversas são conduzidas pelo próprio curador do festival.  

“A ideia é apresentar ao público a obra desses autores através de lives com profissionais. Procuro abordar criticamente as obras dos autores, explorando elementos estéticos e ideológicos, questões  sociais, de gênero e outras”, afirma Anelito. 
 

Programação 

Dentro da programação do Psiu Poético, nesta quinta-feira (8), das 9h às 11h, haverá exibição do vídeo “Corpo Oco”, de Paula Valéria Andrade; e o vídeo/conto “Um quarto”, de Amanda Antônia de Oliveira. 

Ainda na quinta-feira (8), às 16h, será apresentada a live “Resgate da Linguagem Regional na Poesia”, com os poetas Amélia Machado e Gabriel Filpi. Às 17h, será o lançamento do livro “Cruz Rosária e outros contos", de Mércio Mota Antunes. Está prevista para as 19h30min, apresentação da Banda Young Life.  

Na sexta-feira (9), das 9h às 11h, haverá a exibição dos vídeos “Mutalambô” (de Pedro Melo), “Espetáculo Pessoa" (coreografia), do Studio Jaqueline Pereira; “Liberdade Poética” (Jairo Fará) e “Aqui e acolá” (Ávila Lopes Martins). Às 14h30min, o público poderá acompanhar as “intervenções poéticas” pelo sistema virtual.  

A partir das 15h, serão realizadas palestras sobre as obras indicadas para o Processo de Avaliação Seriada para Acesso ao Ensino Superior (PAES/2020), da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) – primeira, segunda e terceira etapas. Esta programada exibição de vídeos para as 20 horas.  

No sábado (10), um dos destaques da programação será a live “O Poder da Escrita”, com a participação das escritoras Tamiris Mota e Milena Plácido. 
 

Serviço: Festival Nacional de Arte Contemporânea Psiu Poético – evento virtual

Até quando: 12 de outubro 
 
Como assistir:
Canal Psiupoetico no Youtube
No Facebook: https://www.facebook.com/psiupoeticomoc
Instagram: @psiupoeticomoc


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade