Publicidade

Estado de Minas RECORDE DE CALOR

Procura por ventiladores e aparelhos de ar-condicionado dispara em BH

Em alguns estabelecimentos, faltam produtos para pronta entrega


05/10/2020 17:18 - atualizado 05/10/2020 17:54

Onda de calor faz aumentar a procura por ventiladores e ar-condicionado na capital mineira(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Onda de calor faz aumentar a procura por ventiladores e ar-condicionado na capital mineira (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Belo Horizonte tem registrado recordes de temperatura desde a semana passada. O dia mais quente da história da capital mineira foi registrado no sábado (03), quando os termômetros marcaram 37,8ºC, registrados na estação da Pampulha entre 14h e 16h. O aumento da temperatura fez crescer a procura por ventiladores e aparelhos de ar condicionado nas lojas da cidade. 

Em alguns estabelecimentos, a demanda aumentou tanto que os atendimentos são feitos apenas na loja física. Os clientes que quiserem saber informações sobre preço ou modelo de produtos são atendidos por uma gravação informando que devido à grande quantidade de ligações, a loja restringiu o atendimento por telefone. Além disso, a mensagem gravada informa preços e prazo de entrega de alguns modelos específicos. Já em outras empresas, o consumidor pode passar vários minutos ouvindo uma música repetitiva, enquanto espera para ser atendido por funcionário. 
 

Rosangela Braga, da Furacão Ventiladores, localizada no Bairro Lagoinha, Região Noroeste, conta que as vendas cresceram na última semana. “A demanda dobrou e já estamos em falta com alguns modelos de ventiladores”. Itens que antes estavam disponíveis para pronta entrega agora têm prazo de 15 dias de espera. A demora tem uma explicação curiosa: “Falta de matéria-prima para fazer caixas de papelão para embalar os produtos”, explica. 

Já a Conceito Ar condicionado, que fica no Bairro Santa Mônica, Região da Pampulha, também registrou aumento significativo na procura por produtos e serviços. 

“De uns dias pra cá, aumentou bastante. Estamos tendo muito chamado mesmo”, diz Adriana Silva do Nascimento.

A demanda cresceu tanto que a empresa nem conseguiu precisar o aumento. “A gente ainda não fez esse cálculo. Na verdade, tá tão corrido que nem paramos para fazer essa conta.”

A empresa é especializada em venda, instalação, conserto e limpeza preventiva. Apesar da grande procura pelos serviços, ainda estão conseguindo atender no prazo e não há falta de produtos ou equipamentos. Além do aumento de vendas e instalação, os pedidos de limpeza também cresceram. “Muitos clientes ficaram com o ar-condicionado parado por um bom tempo. Antes de voltar a usar, geralmente eles querem fazer uma limpeza do filtro”, explica. 

Em muitas lojas de varejo também já é difícil encontrar ventilador, ar-condicionado e climatizador para pronta entrega. E a dificuldade pode aumentar, já que a previsão para os próximos dias é de mais calor e máxima de até 39°C para a próxima sexta (9), conforme boletim do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).   

*Estagiária sob supervisão de Álvaro Duarte
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade