Publicidade

Estado de Minas 'MAESTRO'

Líder do PCC no Pará é preso no Triângulo Mineiro em operação da Polícia Militar

Plano do criminoso era seguir em ônibus de viagem que saiu de Belém, com destino a Curitiba


30/09/2020 16:14 - atualizado 30/09/2020 18:04

(foto: Reprodução/PM )
(foto: Reprodução/PM )
Um dos criminosos mais procurados do Pará, integrante do PCC – ele era o chefe do Paiol da organização naquele estado –, foi preso próximo a Uberlândia, no Triângulo Mineiro, graças a uma operação conjunta entre a Polícia Militar de Uberlândia, da Unidade Rocca (cães) da PM de Uberaba, Patrulha Rural da PM, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar de Goiás. O procurado, que tinha três mandados de prisão em aberto, por autoria de homicídios, era conhecido pela alcunha de “Maestro” e estava dentro de um ônibus de viagem, que seguia de Belém (PA) para Curitiba (PR).
A partir de um comunicado da Polícia Militar do Pará, que estava no encalço de “Maestro”, de que ele possivelmente estaria em fuga em um ônibus rumo ao Triângulo Mineiro, rapidamente foi feito um contato entre as unidades policiais, que armaram uma operação, na estrada, no quilômetro 165 da BR-050, local em que o ônibus foi interceptado.

Segundo o capitão Menezes, da PM de Uberlândia, “Maestro teria participado de um assalto a uma loja, em Marabá, no último dia 22, e acabou sendo identificado, motivo da fuga de seu estado de origem. “Na ocasião, ele roubou um revólver de um policial civil que estava no estabelecimento.”

Maestro era procurado desde meados de 2018, quando foi emitido o primeiro dos mandados de prisão por homicídio. Depois disso, outros dois. Além disso, ele era o líder de uma organização criminosa de origem paulista, no caso o PCC, com forte atuação na região do sudeste paraense, na qual é responsável pelo setor denominado “Paiol”, ou seja, detém o controle sobre as armas de fogo pertencentes à organização.

“Maestro” foi levado para a Delegacia de Uberaba, onde deverá aguardar sua transferência para o Pará. A Polícia de Uberaba recebeu informações sobre os comparsas de “Maestro” no assalto de Marabá e seguirá vistoriando ônibus de viagens, oriundos do Pará, na tentativa de capturar outros criminosos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade