Publicidade

Estado de Minas Pandemia

Nova Lima registra 40 mortes por COVID-19 e luta para combater aglomerações

Cidade, que está na onda amarela do Minas Consciente, já discute protocolos para uma possível progressão para a onda verde, com restrições


28/09/2020 18:11 - atualizado 28/09/2020 18:40

Nova Lima luta contra aglomerações (foto: Prefeitura de Nova Lima/Reprodução )
Nova Lima luta contra aglomerações (foto: Prefeitura de Nova Lima/Reprodução )

Nova Lima, cidade da Região Metropolitana de BH (RMBH), registrou nesta segunda-feira, a 40ª morte causada pela COVID-19. A vítima, um homem de 75 anos, estava internada desde a última quarta-feira (23).

 

Para o secretário de Fazenda e membro do comitê de combate à COVID-19 de Nova Lima, Cristiano Gomes, o número de óbitos é relativamente baixo comparado ao número total de casos na cidade, que é de 3.135. “Nova Lima testa quase 100% dos casos sintomáticos que chegam até os postos de saúde. Isso ajuda a ter uma noção melhor da realidade e a combater a doença ainda no início do ciclo de transmissão”, explica.

 

Destino de final semana devido aos bares, restaurantes e cachoeiras, a cidade vem enfrentando um grande desafio imposto pela onda amarela: as aglomerações. Cristiano Gomes diz que esse já era um problema antecipado. “Várias cidades do mundo estão lutando contra as aglomerações. É uma questão até psicológica, as pessoas querem sair de casa depois do lockdown”, explica.

 

Desde o final de agosto, quando o município evoluiu para a onda amarela do Plano Minas Consciente, aglomerações em bares, restaurantes e cachoeiras vêm chamando a atenção das autoridades e indignando moradores.

 

Segundo a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal de Nova Lima, operações e blitzen estão sendo realizadas todos os fins de semana nos locais de maior aglomeração. “Com as ações de fiscalização, o número de denúncias diminuiu nas últimas semanas”, acrescenta o secretário de Fazenda.

 

Cristiano Gomes também informou que o município já discute protocolos para uma possível evolução do município para a onda verde. “Fazemos parte do Minas Consciente, então vamos esperar as orientações estaduais, mas já estamos nos preparando.”

 

Na onda verde, bares e restaurantes voltam a ter autorização para oferecer entretenimento aos clientes, como música ao vivo. Segundo o secretário de Fazenda, isso é motivo de preocupação. “Podemos ser mais restritivos com relação a isso. Mesmo com a autorização estadual, vamos discutir se liberamos ou não o entretenimento nesses estabelecimentos”, pondera.

Casa de shows interditada no fim de semana

Na noite do último sábado (26), a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal interditaram a casa de shows “Observatório”, no Bairro Vila da Serra, em Nova Lima. Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostrava várias pessoas dançando e bebendo durante a apresentação de um DJ.

 

Durante a interdição, os responsáveis pela casa de shows alegaram que não tinham conhecimento das determinações que proibiam a realização do evento.

 

O secretário municipal de Segurança, Trânsito e Transportes Públicos de Nova Lima, Sérgio Bitencourt, lembra que a abertura de casas de shows e boates ainda está proibida. “É permitido somente o funcionamento de bares, não casa de show e boate. Esse tipo de comércio só pode funcionar na onda verde”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade