Publicidade

Estado de Minas CRIME

Polícia prende casal por tráfico de animais silvestres na Zona da Mata

Com eles foram apreendidos 14 pássaros, que estavam em gaiolas cobertas com panos, escondidos no porta-malas do carro


25/09/2020 13:17 - atualizado 25/09/2020 14:18

Nove trinca ferros, um coleiro, um papagaio, dois canários belgas e um patativa foram apreendidos pela PRF(foto: Divulgação/ PRF)
Nove trinca ferros, um coleiro, um papagaio, dois canários belgas e um patativa foram apreendidos pela PRF (foto: Divulgação/ PRF)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante um casal suspeito de tráfico de animais silvestres, na tarde dessa quinta-feira (24), em Miradouro, na Zona da Mata mineira, durante uma fiscalização no km 678 da BR-116. Com eles, foram apreendidos 14 pássaros que estavam em gaiolas. 

Segundo a PRF, os policiais deram ordem de parada a um veículo Fiat/Siena, com placas do estado do Rio de Janeiro. Durante a vistoria no porta-malas do carro, os agentes encontraram as aves em gaiolas cobertas por tecidos. 

Ao consultarem os dados pessoais do motorista, de 71 anos, foi constatada pelos policiais a existência de dois mandados de prisão em aberto no nome dele. A passageira, de 42 anos, também informou aos agentes que permaneceu presa por 40 dias, em 2016, pelo crime de comércio de animais silvestres.

O homem confessou aos federais que trabalha com comércio de pássaros, capturando animais no interior de Minas Gerais para vendê-los na feira de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. 

Os pássaros – nove trinca-ferros, um coleiro, um papagaio, dois canários belgas e um patativa – foram encaminhados à Polícia Militar Ambiental antes de serem entregues ao Ibama, em Juiz de Fora. 

Já o casal foi encaminhado à Delegacia Regional de Polícia Civil de Muriaé, também na Zona da Mata. 
 
* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade