Publicidade

Estado de Minas

Segurança morre atropelado por composição do metrô em BH

Acidente ocorreu na noite dessa quarta-feira (23); funcionário procurava abrigo da chuva nas proximidades dos trilhos


24/09/2020 06:29 - atualizado 24/09/2020 07:58

(foto: Companhia Brasileira de Trens Urbanos - CBTU/Divulgação)
(foto: Companhia Brasileira de Trens Urbanos - CBTU/Divulgação)
Um funcionário da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) morreu na noite dessa quarta-feira (23) atropelado por uma composição do metrô. Segundo a Polícia Militar, a vítima atuava como segurança. O acidente ocorreu por volta de 23h na Estação Carlos Prates, Região Noroeste de Belo Horizonte. 

De acordo com o boletim de ocorrência, Cláudio Henrique de Souza, de 52 anos, se preparava para deixar a estação, já que o expediente havia se encerrado. Uma vez que começou a chover, ele se juntou ao colega Elios Bruno Duarte Skaevola, de 37, para procurar abrigo. Ambos circulavam pelos trilhos.

Elios disse à PM que caminhava um pouco atrás de Cláudio pois, durante o trajeto, precisou atender uma ligação telefônica. Ele viu o trem se aproximando e chegou a gritar para avisar o parceiro, que não o ouviu. A composição atingiu as costas do segurança, que caiu no chão. 

O maquinista Marcos Eduardo de Rezende, de 38, informou aos agentes que chegou a acionar os freios de emergência da máquina, que rodava a 60 Km/h. Entretanto, não conseguiu pará-la. A morte de Cláudio foi constatada pelos médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), durante a madrugada. 

A reportagem entrou em contato com o CBTU, que ainda não se manifestou sobre o caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade