Publicidade

Estado de Minas LUTO

Morre, em BH, chef Memmo Biadi, referência na gastronomia de Minas

Ao lado de dona Derna, ele chegou ao Brasil na adolescência, quando começou a cozinhar com a mãe


20/09/2020 06:43 - atualizado 21/09/2020 08:38

Memmo Biadi no Dona Derna(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 16/4/2015)
Memmo Biadi no Dona Derna (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 16/4/2015)

Morreu, na madrugada deste domingo (20), em BH, o chef Memmo Biadi. Vítima de infarto, Memmo Biadi estava internado no Hospital Felício Rocho, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, desde que passou mal. O enterro está marcado para às 14h30, no Parque da Colina. Nascido na Itália, Memmo tinha 79 anos e deixa mulher e dois filhos.
 
Memmo Biadi, ao lado de Zaza(foto: Redes sociais/Reprodução )
Memmo Biadi, ao lado de Zaza (foto: Redes sociais/Reprodução )
No início da madrugada, sua mulher, Marizaura Guimarães, conhecida por Zaza Memmo, postou a informação da morte de Memmo Biadi nas redes sociais. Por volta das 7h, havia mais de 60 comentários de amigos e familiares consternados com a perda do chef. 

“Hoje a minha dor é imensa...Te amo, te amo e te amo. Mô meu descanse em paz, grande amor da minha vida, sempre no meu coração, na minha alma”, escreveu Zaza. 

Uma das referências da gastronomia de Minas, Memmo era filho de Derna Biadi, proprietária do Dona Derna, um dos restaurantes italianos mais tradicionais de Belo Horizonte. Italiano de nascimento e mineiro de coração, Guglielmo Alfredo Gino Biadi nasceu em Monsummano Terme, na região da Toscana, onde aprendeu a cozinhar com a mãe em reuniões de família.

Leia também: amigos relembram momentos marcantes de Memmo Biadi

Adolescência no Brasil

(foto: Redes sociais/Reprodução )
(foto: Redes sociais/Reprodução )
Ao lado de dona Derna, ele chegou ao Brasil na adolescência, quando começou a cozinhar com ela, vendendo capeletti para uma padaria. Em cinco anos, nos anos 1960, dona Derna montou seu primeiro restaurante em Belo Horizonte, sempre com a ajuda do filho, que, na época, chegou a se aprendiz de torneiro mecânico e escultor de peças de cerâmica. 
Antes como Fontana di Trevi, o restaurante funcionava na Avenida Amazonas, e recebeu o nome da mãe em 1971, na Rua Tomé de Souza, na Região da Savassi, onde funciona até hoje. Além das tradicionais massas italianas, o restaurante oferece também saladas e sobremesas. 

Com a morte da mãe, em 1980, Memmo assumiu a cozinha e criou um prato em homenagem a Derna - o Fagottini Della Donna. “O Dona Derna foi o primeiro restaurante de BH a servir bisteca. Meu pai ensinou o corte ao açougueiro”, disse Memmo Biadi, em entrevista ao Portal Uai, em 2012. 
 
O chef costumava comparar a comida toscana à culinária mineira, pela simplicidade, um dos traços mais marcantes da gastronomia desenvolvida no Dona Derna. "Gostamos dos ingredientes simples, encontrados no quintal de casa", dizia.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade