Publicidade

Estado de Minas FLEXIBILIZAÇÃO

Colégio Militar anuncia volta às aulas presenciais em Juiz de Fora

Assunto será debatido em reunião do comitê de enfrentamento ao coronavírus na cidade, já que o decreto proíbe atividades presenciais em escolas


16/09/2020 20:20 - atualizado 16/09/2020 20:54

(foto: arquivo / CMJF)
(foto: arquivo / CMJF)

O Colégio Militar de Juiz de Fora
(CMJF), na Zona da Mata, anunciou o retorno das aulas presenciais a partir da próxima segunda-feira (21). A Prefeitura informa que não foi comunicada e que o assunto será debatido em reunião do comitê de enfrentamento ao coronavírus nesta quinta-feira (1)7.

Desde a publicação do decreto municipal do dia 17 de março e a adesão de Juiz de Fora ao programa Minas Consciente, todas as redes de ensino público e particular estão proibidas o funcionamento de forma presencial na cidade. 

Nesta quarta-feira (16), em comunicado oficial pela internet, a diretoria do  CMJF - unidade de ensino pertence ao Exército Brasileiro - informa que o retorno às aulas presenciais será de forma gradual, iniciando com alunos do ensino médio e alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental.

O comandante e diretor de ensino Hervel Queiroz agendou uma live para esta quinta-feira (17), às 16h. O assunto será debatido com pais ou responsáveis dos cerca de mil alunos da unidade de Juiz de Fora.

De acordo com a nota, a entrada do colégio terá postos de triagem, onde estão disponibilizados álcool em gel, equipamentos para a aferição de temperatura e tapetes sanitizantes para calçados. Salas de aula foram adequadas para atender às normas de sanitização.

Já os alunos são instruídos para procedimentos de higienização e afastamento de no mínimo 1,5m. As portas e janelas das salas de aula vão permanecer abertas para possibilitar a ventilação e a circulação de ar.

Ainda segundo as orientações do CMJF, o aluno deve usar máscara somente na cor branca e sem estampas. Ao usar transporte público ou escolar, o aluno deve redobrar a atenção para manter o distanciamento social. 

Segundo a direção do colégio, ao perceber sintomas relacionados à COVID-19, o aluno deve permanecer em casa, em tratamento, de acordo com orientação médica.

Conforme comunicado aos pais, o retorno é escalonado entre as séries. Há a possibilidade também do aluno ter aula virtual em situações que impeçam o comparecimento. Caso o aluno pertença ou conviva com alguém do grupo de risco, o fato deve ser comprovado por atestado médico e, assim, continuar com os estudos de forma virtual.


Em nota, a diretoria de educação do Sistema de Colégio Militar do Brasil justifica que ‘apesar de todas essas ações empreendidas para ter aula virtual até o momento, nada substitui a presença do estudante na sua escola’.


Aulas suspensas em Juiz de Fora 


Desde o dia 18 de março, assim como toda a rede de ensino em Juiz de Fora, o Colégio Militar suspendeu as atividades presenciais atendendo aos protocolos de enfrentamento à COVID-19. Em contato com a assessoria, a prefeitura informa que não foi comunicada sobre o retorno das aulas do CMJF, e que o assunto será debatido em reunião do comitê de enfrentamento ao coronavírus nesta quinta-feira (17).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade