Publicidade

Estado de Minas TRANSPORTE

Esmeraldas: moradores denunciam ônibus frequentemente lotados

Linha 6987 foi fiscalizada oito vezes desde o início da pandemia, recebendo nove autos de infração cobrando medidas de combate à COVID-19


09/09/2020 12:54 - atualizado 09/09/2020 17:59

Cenas de superlotação na linha 6987 são diárias colocando em risco o distanciamento social(foto: (Foto: arquivo pessoal))
Cenas de superlotação na linha 6987 são diárias colocando em risco o distanciamento social (foto: (Foto: arquivo pessoal))

Moradores de Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que usam diariamente a linha de ônibus 6987 Dumaville/Estação Eldorado, da viação Novo Retiro, têm relatado que nenhuma medida de segurança em relação à COVID-19 foi tomada na linha. má conservação, sujeira e lotação máxima são os campeões de queixas.


A recepcionista Denise Dias, de 43 anos, mora em Esmeraldas  e trabalha em Contagem e é usuária da linha há três anos. Desde o anúncio da pandemia, com as medidas de precaução nos transportes públicos, achou que a situação para o usuário iria melhorar, mas, segundo ela, piorou. “Semana passada, o ônibus quebrou em dois dias diferentes, tivemos que descer e esperar o próximo, que veio mais cheio ainda, com muito mais passageiros em pé”, conta.


Com quadro de hipertensão e mãe idosa em casa, Denise relata que no inverno foi mais difícil. “As pessoas fechavam as janelas e quem ficava em pé queria circular o ar, mas quem estava sentado não queria abri-las então, era uma briga. Quando alguém tossia ou espirrava no ônibus, era motivo de muito incômodo”, contou.

 

 

No dia 14 de agosto, o aposentado Geraldo Vitor, 66 anos, precisou usar a linha e, quando entrou no ônibus, levou um susto. “Estava lotado! Achei um absurdo. Faço parte do grupo de risco e foi desconfortável ver tanta gente em pé, o ar não circulava”. As viagens de Esmeraldas até a Estação Eldorado duram, em média, 1h30.

Distanciamento impossível 

O servidor público, Lincoln Soares, de 38 anos, está há dois meses usando a linha e, durante esse período, tem feito uma espécie de contagem de pessoas em pé durante as viagens que faz. A média, segundo a contagem dele, é de 49 pessoas. “Pedem para fazer o distanciamento social, mas como que faz dentro do ônibus? Pagamos a passagem mais cara da região metropolitana e não recebemos um serviço de qualidade, que respeite as pessoas e as recomendações da OMS”, questiona.

 

Segundo o gerente de tráfego da Viação Novo Retiro, Luiz Carlos de Souza, a empresa vai verificar as reclamações e, se houver alguma falha, vai tomar medidas para solucionar o problema. A linha conta com apenas oito ônibus na frota e dois que ficam na reserva. Os ônibus têm capacidade para 42 passageiros sentados.

 

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) informa que irá verificar a operação da linha 6987 e, caso necessário, vai notificar o Consórcio responsável para adequação das viagens.

De acordo com a Seinfra, existe um trabalho de monitoramento diário e há diversas empresas oficiadas para adequar as viagens a fim de atender à população e o determinado na Deliberação de nº 17 do Comitê Extraordinário COVID-19.

A secretaria também informa que, com a reabertura do comércio, a operação é readequada diariamente e ônibus extras estão sendo solicitados às empresas.

Fiscalização 

 

A situação dos ônibus lotados não é só a realidade da linha 6987. O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) informa que desde o início da pandemia foram realizadas 664 operações, com 24.450 veículos monitorados e foram aplicados 6.663 autos de infrações por descumprimento de horários e excesso de passageiros nos veículos.

Também desde o início da pandemia a linha 6987, Dumaville/Estação Eldorado foi fiscalizada oito vezes e nove autos de infração foram lavrados para que a Viação Novo Retiro tome as medidas necessárias ao combate à COVID-19. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade