Publicidade

Estado de Minas GRANDE BH

Mãe denuncia e polícia desmantela esquema de drogas e armas em Neves

Denúncia partiu da mãe de um presidiário que estaria se beneficiando do esquema de dentro da cadeia


01/09/2020 13:27 - atualizado 01/09/2020 13:55

Casa localizada no Bairro Florença, em Ribeirão das Neves(foto: Reprodução/Google Street View)
Casa localizada no Bairro Florença, em Ribeirão das Neves (foto: Reprodução/Google Street View)
Dois homens de 25 e 19 anos foram presos na madrugada desta terça (1º) após denúncia de que prestavam serviços para uma casa que funcionava como local de fabricação e venda de armas artesanais e de ponto de tráfico de drogas em Ribeirão das Neves, na Grande BH. A queixa foi feita pela mãe de um suspeito de se beneficiar do esquema.

Segundo a denúncia, drogas e armas produzidas na residência e telefones celulares eram enviados de lá para um presídio de Ribeirão das Neves. A mãe de um detento teria ficado sabendo que um carregamento seria levado na noite dessa segunda (31) e diz que quis denunciar para "que o filho consertasse suas atitudes".

As drogas ficavam sob o poder do homem de 25 anos, que residia no endereço e cedia o local para fabricação e venda de armas artesanais e de repasse de drogas. O outro, de 19, fazia o mesmo na casa do pai, mas foi ameaçado por ele e passou a realizar no mesmo local que o comparsa.  

A Polícia se deslocou até o local, quando foram percebidos pela dupla. O mais novo segurava uma arma e a lançou o no chão, enquanto fugia pelos fundos do imóvel. O mais velho foi abordado pela polícia e autorizou as buscas na residência.

Mochila 

Nas buscas, os policiais encontraram uma mochila com diversos materiais semelhantes a maconha e a cocaína, telefones celulares, carregadores e chips. Ele negou ser dele e contou que só tomava conta do material a mando de um homem de alcunha "Valdeci"; em troca, recebia porções da droga.

O mais novo já era conhecido dos policias que, por isso, conseguiram encontrá-lo com facilidade. "Vocês sabem por que eu fugi. Se eles souberem que vocês me pegaram, vão me matar", disse aos militares, quando o questionaram sobre a fuga.

Os militares também conversaram com o pai do jovem, que disse saber que o filho estava produzindo armas e revendendo a criminosos locais, mas que já ameaçava tirar o filho de casa caso continuasse.

No total, foram apreendidos 13 celulares, 9 carregadores, 12 chips, 10 tabletes de maconha, uma balança de precisão, furadeira, lixadeira, tubo de metal, pedaços de metal e outros materiais para a produção de arma de fogo caseira e retrocarga.

Os jovens contaram aos policiais que vendiam cada arma por R$ 350. Os sistemas de inteligência da polícia buscam por 0"Valdeci", apontado como mandante de todos os crimes. A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão de Neves.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade