Publicidade

Estado de Minas LUZ EM MINAS

Energia: queimadas podem interromper funcionamento de linhas de transmissão

Entre agosto e julho deste ano, Minas Gerais registrou mais de mil focos de incêndio


26/08/2020 17:26 - atualizado 26/08/2020 18:24

Levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) aponta que, entre julho e agosto deste ano, foram identificados 1.248 focos de incêndio em foco mineiro(foto: Marcos Vieira/EM/DA Press )
Levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) aponta que, entre julho e agosto deste ano, foram identificados 1.248 focos de incêndio em foco mineiro (foto: Marcos Vieira/EM/DA Press )
As queimadas, impulsionadas pelo período de seca, podem prejudicar o processo de fornecimento da energia gerada pelo empreendimento. Se atingir linhas e torres de transmissão, o fogo pode interromper, inclusive, a chegada da luz aos consumidores finais.

Neste ano, por exemplo, Furnas precisou desligar, uma vez, linha atingida por queimada irregular. A usina está localizado entre São José da Barra e São João Batista da Glória, no Sul de Minas.

Durante todo o ano passado, 26 incidentes do tipo foram registrados em Furnas. O episódio deste ano não trouxe prejuízos concretos ao consumidor final. 

Mesmo assim, Ricardo Abdo, gerente das linhas de transmissão mantidas pela Usina de Furnas, diz que o fogo pode gerar consequências imprevisíveis, sobretudo por conta da pandemia do novo coronavírus. 

"As queimadas, além de crime ambiental, podem provocar o desligamento de linhas de transmissão. A falta de energia pode impactar diretamente hospitais e serviços essenciais, o que é ainda mais preocupante em tempos de pandemia da Covid-19", ressalta. 


Mais de mil queimadas em dois meses 


Levantamento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) aponta que, entre julho e agosto deste ano, foram identificados 1.248 focos de incêndio em foco mineiro.

Decreto federal de 1998 classifica como crime o ato de incendiar áreas a 15 metros das linhas de transmissão ou 100 metros distantes dos locais que abrigam subestações energéticas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade