Publicidade

Estado de Minas CAPTURADO

Preso o 'Homem-Aranha', um dos ladrões mais procurados de Belo Horizonte

Homem escalava muros e prédios para roubar, principalmente na Região Centro-Sul de Belo Horizonte; uma das vítimas foi juíza do caso do ex-goleiro Bruno


25/08/2020 13:55 - atualizado 25/08/2020 15:45

Homem-Aranha foi detido no Morro do Papagaio e não reagiu à prisão (foto: PM/Divulgação)
Homem-Aranha foi detido no Morro do Papagaio e não reagiu à prisão (foto: PM/Divulgação)
Um dos ladrões mais procurados de Belo Horizonte, conhecido por 'Homem-Aranha' - o primeiro nome tem inicial M. -, que, com um sobrinho, roubou a casa da juíza Mariza Fabiane Rodrigues, no Bairro Santo Antônio, em 27 de junho, foi preso no fim da manhã desta terça-feira (25).

A prisão aconteceu no  Beco São Paulo, no Morro do Papagaio. O sobrinho tinha sido preso em flagrante no dia do roubo. A juíza, vítima do crime, chegou a atuar no caso do ex-goleiro Bruno.

O 'Homem-Aranha' tinha contra si um mandado de prisão, por diversos roubos cometidos na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Ele é especialista em escalar muros e parede de prédios, o que lhe valeu o apelido.

No assalto à casa da juíza, M. e o sobrinho invadiram a casa na parte da tarde, rendendo a empregada, a quem ameaçaram de morte caso gritasse ou esboçasse qualquer reação, levando joias e relógios. Fugiram em seguida, mas o sobrinho acabou preso.

Homem-Aranha será encaminhado para a Delegacia Seccional Sul, em Belo Horizonte (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Homem-Aranha será encaminhado para a Delegacia Seccional Sul, em Belo Horizonte (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Desde então, começou a caça ao criminoso, que desapareceu do Morro do Papagaio. A polícia tinha seu endereço e estava vigiando a casa, no entanto, ele não apareceu mais na comunidade, segundo o sargento Ivair, que comandou a operação de prisão.

O sargento conta que estava participando de uma operação para a captura de drogas, quando recebeu a informação de que o 'Homem-Aranha' estava de volta. "Ficamos sabendo que ele estava no Beco São Paulo. Em questão de minutos, chegamos ao local e lá estava ele, conversando com duas pessoas. Demos voz de prisão e ele não reagiu. Nem tentou fugir. O local estava cercado. Montamos uma operação, com  duas viaturas, em questão de segundos."

Na revista feita no ladrão, não foram encontradas nem arma nem drogas. O preso será encaminhado para a Delegacia Seccional Sul. Participaram da operação os policiais do Gepar 4, sargento Ivair, cabo Christian, cabo Ernesto, cabo Humberto, sargento Silqueira, cabo Marcos Paulo e soldado Aldri.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade