Publicidade

Estado de Minas INTERIOR DE MINAS

Governador Valadares: academias de ginástica estão prontas para reabrir

Cidade tem cerca de 80 academias que, até o dia 1 de agosto, funcionavam respeitando um protocolo rígido estabelecido por decreto municipal


21/08/2020 14:08 - atualizado 21/08/2020 16:55

Colaboradora da Academia Moove Fitness preparando o ambiente na manhã de sexta-feira(foto: Bruna Quevedo/Divulgação)
Colaboradora da Academia Moove Fitness preparando o ambiente na manhã de sexta-feira (foto: Bruna Quevedo/Divulgação)
As academias de ginástica de Governador Valadares já estão com tudo pronto para receber os seus clientes a partir deste sábado (22). Desde o dia 1º de agosto, quando a cidade começou a seguir as normas do programa Minas Consciente, as academias estão fechadas. Até então, funcionavam seguindo um protocolo elaborado pelo comitê municipal de controle da pandemia do novo coronavírus.

Daniel Pereira de Souza, presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do Vale do Rio Doce (APEF), disse que Governador Valadares tem cerca de 80 academias de ginástica e que todas estão preparadas para a reabertura, porque já seguiam normas rígidas de funcionamento. “Os protocolos solicitados anteriormente já estava sendo obedecidos com rigor e os novos ajustes já foram feitos. Vamos conseguir o nosso objetivo, de atender os nossos alunos e promover saúde, que é o objetivo maior neste momento”, disse.

Equipe de professores e instrutores da academia Moove Fitness comemoram a volta ao trabalho(foto: Bruna Quevedo/Divulgação)
Equipe de professores e instrutores da academia Moove Fitness comemoram a volta ao trabalho (foto: Bruna Quevedo/Divulgação)
Na Academia Moove Fitness, a manhã de sexta-feira foi de muito trabalho, com todos os professores e instrutores fazendo as adequações necessárias. Bruna de Quevedo de Aquino, gerente dessa academia, colocou a sua equipe para trabalhar e o ambiente era de total otimismo. “Já estávamos acostumados a fazer a limpeza do ambiente a cada fim de treino, além de adotar grande parte das medidas que estão sendo solicitadas no protocolo atual”, comentou Bruna.

No protocolo anterior, as academias obedeciam a ocupação simultânea de um cliente a cada 6,25 metros quadrados nas áreas de treino, medida que garante um distanciamento mínimo de 2 metros por pessoa. O manual também orientava sobre o uso de máscaras por funcionários, personal trainers e terceirizados, a limitação da quantidade de clientes dentro dos estabelecimentos e a utilização de apenas 50% dos aparelhos de cardio, como esteiras e bicicletas.

A academia também adotava procedimentos de higienização extra, das áreas de equipamentos, com o fechamento das unidades para limpeza no mínimo duas vezes ao dia. 

Sobre o risco de as academias terem o mau comportamento dos bares e restaurantes da cidade, que permitiram superlotação no primeiro fim de semana de abertura do comércio, permitida pela onda amarela, o professor de educação física Walber Cota disse ser mínimo. “Os profissionais de educação física são profissionais da saúde e não vão permitir isso, nem em seus espaços nem em outros. Um mau comportamento seria repreendido nos grupos em que conversamos e trocamos ideias”, garantiu.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade