Publicidade

Estado de Minas DENUNCIADO

Homem é preso na BR-265 por piscar farol alertando sobre blitz da Polícia Rodoviária

Fato ocorreu próximo a Barbacena e o detido é suspeito de fazer parte de um grupo clandestino de alerta contra fiscalizações em rodovias


19/08/2020 16:33 - atualizado 19/08/2020 17:47

Homem foi preso por atentar contra a segurança de serviço de utilidade pública ao piscar farol para alertar motoristas sobre blitz na BR-265(foto: Google)
Homem foi preso por atentar contra a segurança de serviço de utilidade pública ao piscar farol para alertar motoristas sobre blitz na BR-265 (foto: Google)
É comum, quando se está viajando de carro, vermos veículos piscando farol para quem vem na mão contrária. É um código que pode significar perigo à frente – como acidente ou animal na pista –, mas também pode ser um alerta sobre  blitz ou fiscalização da Polícia Rodoviária à frente. Pois nessa quarta-feira (19), V.L.J., um homem de meia idade, acabou sendo autuado por isso: atentar contra a segurança de serviço de utilidade Pública.

O fato ocorreu no quilômetro 202 da BR-265, próximo a Barbacena, onde a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) fazia uma blitz. Logo depois de passar pela operação policial, o motorista começou a sinalizar para quem trafegava no sentido contrário. Só não contava que fosse denunciado.

Pouco depois do Fiat Doblô de V.L.J. passar pelo local da blitz, um motorista estacionou, mesmo sem ter recebido ordem para encostar, chamou os policiais e avisou o que havia visto, dando a descrição do veículo.

Imediatamente, patrulheiros entraram numa viatura e saíram à caça da Doblô. Alcançaram o veículo poucos quilômetros à frente e, para surpresa dos policiais, o motorista era procurado por ter sido denunciado diversas vezes pelo mesmo motivo, a prática ilícita de comunicação de Operações Policiais.

A PRE tinha em seus arquivos postagens do motorista num grupo de WhatsApp intitulado BQ ALERTA. Ao verificarem a conta nessa quarta-feira, os policiais encontraram mensagens sobre a operação. O homem é apontado como um possível batedor de caminhoneiros que trafegam com carga ilegal.

V.J.L. foi preso em flagrante e uma condenação por esse crime, “atentar contra a segurança de serviço de utilidade pública”, prevê pena de reclusão de um a cinco anos. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Barbacena.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade