Publicidade

Estado de Minas CASO RARO

Bebê que nasceu com cabelo grisalho em Minas viraliza nas redes sociais

Segundo médicos, pequeno Théo tem piebaldismo, condição genética hereditária que não causa risco à saúde


18/08/2020 21:45 - atualizado 18/08/2020 22:18

Théo herdou a característica da bisavó e do tio-avô materno(foto: Arquivo pessoal)
Théo herdou a característica da bisavó e do tio-avô materno (foto: Arquivo pessoal)
 
O pequeno Théo nem bem chegou ao mundo e já virou notícia. Nascido há 10 dias em Belo Horizonte, o bebê se tornou sucesso por onde passa e nas redes sociais graças a um aspecto inusitado: ele nasceu com mechas de cabelo grisalhas, algo considerado raro, e chamou a atenção de todos – médicos, enfermeiras, familiares e vizinhos. O bebê é portador de piebaldismo, condição genética hereditária, que afeta a produção de melanina, pigmento que dar cor à pele aos olhos e ao cabelo.
 
Vários médicos afirmam que a característica não é prejudicial à saúde, nem é contagiosa. É comum ainda que haja múltiplas áreas despigmentadas em outras partes do corpo. Nesse caso, a única recomendação é proteger a pele despigmentada da exposição solar, pois há risco maior de câncer de pele.
 
 
No caso de Théo, o piebaldismo modificou apenas a mecha do cabelo. A repercussão do caso foi tanta que a própria família já criou há alguns dias uma conta do bebê no Instagram (@theowick_)para que todos pudessem acompanhar fotos e vídeos do crescimento da criança. Em poucos dias, o perfil ganhou 150 seguidores e deve crescer mais daqui para a frente. "Tivemos essa ideia para que vários de nossos amigos vissem fotos dele. Por causa da pandemia, não podemos receber visitas. Além dos nossos amigos, outras pessoas passaram a seguir a conta. A repercussão está muito legal", conta o pai, o cantor Enderson Eliziano, de 39 anos, morador de Lagoa Santa, na Grande BH.

Ele conta que a característica genética de Théo causou surpresa em todos na Maternidade Santa Fé, no Bairro Santa Tereza. "Quando minha esposa fez o ultrassom, não dava para ver. Mas, assim que ele nasceu, logo todos começaram a falar do cabelo dele. Médicos, enfermeiras, gente nas redes sociais acompanharam as fotos. Até mesmo uma TV estrangeira nos procurou", afirma o músico. 

Casos na família

Ele conta que apenas duas pessoas de sua família tiveram piebaldismo: "Minha avó e meu tio materno também tiveram essa característica. É uma espécie de doença benigna, que não faz mal algum à saúde. O Théo está cada vez mais lindo e forte. Estou muito feliz".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade