Publicidade

Estado de Minas Coronavírus

De volta ao Minas Consciente, Nova Lima notifica comerciantes que insistem em manter lojas abertas

Decisão judicial obrigou município a fechar novamente o comércio não essencial. Multa diária é de R$100 mil caso a cidade não cumpra as deliberações


13/08/2020 12:18 - atualizado 13/08/2020 12:38

De volta ao Minas Consciente, Nova Lima notifica comerciantes que insistem em manter lojas abertas. Somente serviços essenciais estão autorizados.(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press.)
De volta ao Minas Consciente, Nova Lima notifica comerciantes que insistem em manter lojas abertas. Somente serviços essenciais estão autorizados. (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press.)
Desde o dia 1º de agosto, os serviços não essenciais estão obrigados a manter as portas fechadas em Nova Lima, mesmo assim muitos lojistas continuam desrespeitando o protocolo. Nesta terça-feira (11), os comerciantes que ainda estavam com os estabelecimentos abertos irregularmente foram notificados pela Guarda Municipal da cidade.
 
O município foi obrigado a aderir ao plano Minas Consciente, que orienta o processo de retomada econômica no estado, após tomar conhecimento de uma decisão judicial do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Em um vídeo publicado nas redes sociais, em tom de pesar, o prefeito de Nova Lima, Vitor Penido (DEM), classificou como “prejuízo” o retorno do município ao Minas Consciente. 

Desde o dia 5 de maio, o comércio em Nova Lima estava funcionando sem restrições, seguindo somente as orientações sanitárias recomendadas. A prefeitura informou que durante esse período de flexibilização as decisões eram tomadas de acordo com a análise dos dados epidemiológicos do município. “As providências estavam funcionando de forma até muito boa”, afirma o prefeito. 

Após a decisão judicial, a administração municipal ainda tentou argumentar com o TJMG baseando sua defesa no fato de que a maioria das lojas da cidade seriam pequenas e não estariam gerando aglomerações. 

Lucas Leôncio, dono de uma loja de roupas em Nova Lima, conta que seu faturamento vinha melhorando nos últimos meses. “Muita gente de Belo Horizonte estava vindo fazer compras em Nova Lima, pelo fato de o comércio estar aberto aqui”, explica. 

O empresário lamenta o fechamento do comércio e a falta de adesão da população às medidas sanitárias. “Infelizmente o pessoal não colabora. A gente estava limitando o número de clientes na loja, fazendo desinfecção, mas tinha muita gente na rua desrespeitando o distanciamento”, relata. 

Decisão judicial 


Segundo a decisão judicial, uma multa diária de R$ 100 mil poderá ser aplicada caso a cidade não cumpra as deliberações do plano Minas Consciente. No texto, a juíza Maria Juliana Albergaria chama atenção para as estratégias de contenção do coronavírus em Nova Lima. “Revelou-se também que o município já contava com número de infectados pela doença, um dos maiores da Região Metropolitana, e que tal número se fez crescente”. 

Boletim epidemiológico 


De acordo com o mais recente boletim epidemiológico divulgado pelo município, Nova Lima contabiliza 1.794 casos confirmados de COVID-19 e 12 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria é de 37%, e 33% dos leitos de CTI estão sendo usados no município. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade