Publicidade

Estado de Minas TRÁFICO DE ANIMAIS

Dupla é presa com cerca de 300 aves da fauna brasileira em Uberaba

homens foram multados em mais de R$ 300 mil. A dupla detida adquiriu os animais na cidade de Goiatuba (GO) e iria vendê-los na chamada 'feira do rolo'


12/08/2020 12:16 - atualizado 12/08/2020 16:47

As aves estavam debilitadas e foram levadas para um hospital veterinário de Uberaba(foto: PRF/Divulgação)
As aves estavam debilitadas e foram levadas para um hospital veterinário de Uberaba (foto: PRF/Divulgação)
Durante fiscalização de rotina na BR-153, na noite desta terça-feira (11), em frente a posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Uberaba, um veículo VW Gol 2003 preto (placas de São Paulo/SP) foi abordado e sobre o banco de trás estavam 277 aves da fauna brasileira em caixas e gaiolas, sendo 2 filhotes de araras canindé, 5 curiós, 1 estrelinha, 120 canários da terra, 80 bigodinhos e 69 pássaros preto. Duas pessoas foram presas, um jovem, de 24 anos, e um homem, de 47. Eles vão responder por tráfico de aves da fauna silvestre brasileira, além de maus-tratos.

Segundo informações da polícia, as aves estavam muito debilitadas. A dupla, que comprou as aves de suspeito ainda não identifica em Goiatuba (GO), já haviam viajado cerca de 300 quilômetros e pretendiam trafegar mais aproximadamente 500 quilômetros até a cidade de São Paulo. “Eles iram comercializar as aves na ‘feira do rolo’, na capital paulista. Os animais estavam muito cansados e debilitados devido ao transporte ilegal no banco traseiro do carro”, contou o policial rodoviário federal, Márcio Salge.

De acordo com o inspetor Rocha Neto, da PRF, as aves seriam vendidas no ‘mercado negro’. “Os dois presos foram encaminhados para Delegacia de Polícia Civil de Uberaba para demais providências e as aves foram levadas pela Polícia Militar Ambiental para um hospital veterinário de Uberaba, onde seriam avaliadas para, depois, serem soltas no meio ambiente”, informou o inspetor Rocha Neto.

Detidos foram multados em mais de R$ 300 mil


Ararás canindé apreendidas pela PRF em Uberaba(foto: PMMA/Divulgação)
Ararás canindé apreendidas pela PRF em Uberaba (foto: PMMA/Divulgação)
Segundo a Lei 9.605/98 de Crimes Ambientais, a multa para quem é flagrado com aves silvestres sem autorização dos órgãos competentes é de R$ 500 por indivíduo de espécie, não constante na lista oficial de risco ou ameaças de extinção e R$ 5 mil por indivíduo de espécie, constante na lista oficias de fauna brasileira ameaçada de extinção.

Segundo informações da Polícia Militar do Meio Ambiente em Uberaba, no caso da dupla detida na BR-153 foram lavrados autos de infração pelo transporte irregular de animal silvestre no valor de R$ 307.877,22, pelo transporte clandestino de espécie ameaçada de extinção, no valor de R$ 22.269,60 e por maus-tratos, no valor de R$ 1.113,48.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade