Publicidade

Estado de Minas

Violência cai pelo quarto mês consecutivo na Região Centro-Sul de BH

Já são 41 dias sem homicídio na Região Centro-Sul; no interior, Alpinópolis comemora queda de 86,7% na violência nos últimos cinco anos


06/08/2020 18:46 - atualizado 06/08/2020 19:59

Houve queda de queda de 46% nos crimes violentos na Região Centro-Sul de Belo Horizonte em relação a julho de 2019(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Houve queda de queda de 46% nos crimes violentos na Região Centro-Sul de Belo Horizonte em relação a julho de 2019 (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Pelo quarto mês consecutivo, cai a criminalidade na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A redução em relação a julho de 2019 é de 46% nos crimes violentos, que compreendem homicídios, roubos, furtos, extorsão e estupro. O 22º BPM, responsável pela região, festeja 41 dias sem um assassinato sequer, um recorde na historia de 27 anos, quando foi criada a unidade.
 
Segundo o tenente coronel Fábio Almeida, comandante do batalhão, o número de roubos caiu em 45% em relação a julho de 2019. O total de furtos foi 24% inferior a mesmo período do ano passado.
 
A maior conquista, segundo o comandante, é em relação ao crime de homicídio. Os 41 dias sem mortes significa uma redução de 67% em relação ao mesmo mês do último ano.
 
No período, um total de 393 pessoas foram presas e 33 armas de fogo foram apreendidas. O total de ocorrências foi de 1.804. O número de veículos roubados recuperados foi de 16 e 55 celulares.
 
“Nossa gestão é focada em resultados. A disciplina tática é direcionada para a redução criminal, que estamos obtendo êxito. As Operações preventivas e de repressão qualificada, a parceria com os demais órgãos do sistema de defesa social, bem como a participação da comunidade na resolução dos problemas e o recobrimento efetuado pelas demais Unidades da PM, foram algumas das estratégias implementadas que culminaram nos resultados apresentados”, diz o tenente coronel.

Proximidade com a comunidade


A redução da criminalidade ocorre não só na capital. É o caso, por exemplo, de Alpinópolis. Um levantamento realizado pelo 3º Pelotão da PM mostra uma forte queda no número de roubos nos últimos cinco anos na cidade.

Considerando o período de janeiro a julho, a partir de 2015, a redução é de 86,7%. Em 2015, por exemplo, foram registrados 46 roubos em Alpinópolis. Agora, apenas seis. Segundo a PM, medidas preventivas e repressivas foram as responsáveis por essa queda.
 
A partir de 2016, os números começaram a decrescer e os roubos, no referido intervalo, caíram para menos da metade, chegando a 22 ocorrências. No ano seguinte, os registros apontaram nova queda, 18. Em 2018, o número caiu para 12, e em 2019, foram apenas oito. 
 
Segundo o tenente Luís Gustavo Santos Silva, comandante do 3º Pelotão, essa queda dos números é fruto de uma estratégia eficiente que vem sendo aplicada. “Os resultados obtidos na busca por assaltantes e o alto índice de resposta rápida da PM acabam coibindo a criminalidade. Existe a agilidade na ação e prisão dos infratores.”
 
“Além das práticas militares terem sido intensificadas, a participação da população também vem sendo fundamental para essa queda nos roubos na cidade. Outro ponto importante a ser destacado é a questão da confiança que os moradores vêm depositando nos policiais. Essa aproximação da corporação com o povo, principalmente as crianças, tem gerado excelentes frutos”, diz o tenente Luís Gustavo.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade