Publicidade

Estado de Minas DURANTE A PANDEMIA

Procura por medidas protetivas a mulheres cresce mais de 50% em Uberaba

Polícia Civil desenvolve campanha 'Agosto Lilás', com ações de prevenção e combate à violência contra a mulher


06/08/2020 15:58 - atualizado 21/08/2020 12:13

(foto: Reprodução/Pixabay)
(foto: Reprodução/Pixabay)
Nesse período de pandemia da COVID-19, houve um aumento considerável na procura de mulheres vítimas de violência à Delegacia de Orientação e Proteção à Família, em Uberaba, no Triângulo Mineiro.

De acordo com a delegada responsável, Mariana Pontes Andrade, apesar do percentual de aumento nos registros de ocorrência ter sido de apenas 2,6% nos casos de violência doméstica envolvendo mulheres, a procura pela Delegacia Especializada para a confecção de requerimentos de medidas protetivas aumentou em 55,85%; comparando os meses de pandemia com o mesmo período do ano passado. Por outro lado, relacionando a mesma época, entre 2019 e 2018, o aumento foi de 14,6%, no que diz respeito aos registros de ocorrências e de 15,8% às medidas protetivas.

Ainda segundo a delegada de Uberaba, uma das responsáveis pela apuração de crimes contra a mulher, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência, de janeiro a junho de 2020 foram registrados 1.182 boletins de ocorrência envolvendo violência doméstica no município. “Ainda não temos os dados de julho”, comentou.

Normalmente, conforme a delegada, os casos de violência contra a mulher em Uberaba envolvem casais, principalmente tendo como agressor ex-maridos ou ex-companheiros. “Também existem registros de casos de violência de pai contra a filha, de todos os tipos de violência, tanto física, como psicológica e sexual”, contou.

Agosto Lilás

Em Uberaba, assim como em várias cidades do Brasil, o mês de agosto é dedicado às ações de prevenção e combate à violência contra a mulher. Além disso, é o mês que a Lei Maria da Penha completa 14 anos desde sua aprovação.

Devido à pandemia de COVID-19, a programação em Uberaba será desenvolvida de forma on-line, segundo a gerente do Centro Integrado da Mulher (CIM), Juciara Moura Limírio. “O Brasil ocupa o quinto lugar no mundo no ranking de violência doméstica, então o debate deve permanecer sempre em pauta, reforçada o tempo todo, mas investimos no tema durante o Agosto Lilás, com foco na conscientização e divulgação de serviços disponíveis em Uberaba”, relatou Juciara.

Segundo dados do CIM, foram 388 atendimentos à distância entre março e julho deste ano no município, já que os atendimentos presenciais foram afetados pelo distanciamento social. “Houve aumento nas procuras por telefone, tanto pelo 180, quanto no telefone da unidade. Também houve um aumento de quase 40% nas denúncias anônimas por telefone”, contou Juciara, que complementou que ao todo, em 2020, foram atendidas 579 mulheres na instituição.

Segundo a Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Uberaba, o CIM é ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social da prefeitura, em parceria com a Delegacia de Orientação e Proteção à Família. “O Agosto Lilás é um mês importante para refletirmos sobre os direitos conquistados e sobre o que ainda se busca para uma maior garantia e eficácia desses direitos, a serem discutidos em novas legislações ou alterações da própria lei", comentou a delegada. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade