Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Ex-dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de BH morre de coronavírus

Lúcia Livramento também era diretora da Unegro-Minas Gerais, que lamentou a morte da aposentada


02/08/2020 20:36

Lúcia Livramento era figura conhecida de movimentos de rua em BH e Região Metropolitana(foto: Reprodução/Facebook Unegro Mineira)
Lúcia Livramento era figura conhecida de movimentos de rua em BH e Região Metropolitana (foto: Reprodução/Facebook Unegro Mineira)
Diagnosticada com o novo coronavírus em meados de julho deste ano, a aposentada Lúcia Livramento morreu neste domingo em Belo Horizonte devido às complicações causadas pela COVID-19. Segundo o movimento social União de Negras e Negros Pela Igualdade (Unegro-Minas Gerais), Lúcia estava internada no Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, no Bairro Milionários, na Região do Barreiro.

Lúcia Livramento era figura conhecida das lutas antirracista e feminista em BH e Região Metropolitana. Além de ser diretora da Unegro-Minas Gerais, ela era ex-dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde da capital mineira.

A aposentada também compunha o Conselho Estadual da Mulher de Minas Gerais e o Fórum8MUnificado de BH e Região. A Unegro-Minas Gerais divulgou uma nota de pesar sobre a morte de Lúcia Livramento.

“Deixou um legado de firmeza, disciplina, espiritualidade e amizade. Tanto assim, os aniversários da Unegro eram sempre uma agenda obrigatória e única em sua casa. Sempre regados a alegria, delicioso tropeiro e conversas políticas das mais profundas. Contudo, no lugar das tristezas, seremos resistência e usaremos o exemplo da Lúcia para ampliar nosso engajamento pela liberdade, pela paz e pelo progresso da humanidade”, diz trecho do comunicado do movimento.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade