Publicidade

Estado de Minas PRISÃO

Preso vereador de Ipanema envolvido com roubo de cargas de queijo

Carga era roubada de uma cooperativa de laticínios e vendida no Espírito Santo


29/07/2020 18:54 - atualizado 29/07/2020 19:08

 

Ao todo, 25 policiais civis participaram da operação Via Láctea(foto: Polícia Civil de Minas Gerais/Divulgação)
Ao todo, 25 policiais civis participaram da operação Via Láctea (foto: Polícia Civil de Minas Gerais/Divulgação)
O vereador de Ipanema Alex José da Silva, de 45 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (29), ao lado de outros três suspeitos, pela participação em roubos de cargas inteiras de queijos da Região do Vale do Rio Doce.

Já havia algum tempo que a Polícia Civil de Minas Gerais vinha recebendo queixas de laticínios do Vale do Rio Doce, vítimas constantes de roubos de cargas.

Por isso, foi planejada e desencadeada a operação Via Láctea, deflagrada nesta quarta. O grupo agia em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. As prisões aconteceram com o cumprimento de mandados judiciais.

As investigações tiveram início em 25 de março, quando três homens armados abordaram, na BR- 474, sentido Ipanema-Aimorés, zona rural de Pocrane, um caminhão de uma empresa de laticínios. Roubaram 5,5 mil quilos de queijo mussarela.

 

Atuação dos criminosos 


Nesse roubo, o motorista do caminhão foi rendido e levado pelos criminosos no veículo deles, enquanto um dos indivíduos fugia com o caminhão e a carga.

A vítima ficou em poder dos bandidos por quase 10 horas, quando foi libertada no trevo de Santana do Paraíso, distrito de Caratinga.

Outros dois roubos com a mesma característica haviam sido registrados, ambos tendo como vítima a Cooperativa de Ipanema. No entanto, esses crimes ocorreram próximos a Belo Horizonte.

Nas investigações, os detetives juntaram os três casos e passaram a monitorar os suspeitos e seus colaboradores. As investigações indicavam que se tratava de uma organização criminosa, especializada nesse tipo de roubo.

Os policiais detectaram que as cargas eram comercializadas no Espírito Santo. Em contato com a Polícia Civil daquele estado, foi possível a recuperação de parte do carregamento roubado ainda no mês de março, bem como a prisão em flagrante de vários receptadores.

Das quatro prisões realizadas nesta quarta, duas foram em Belo Horizonte, uma em Ipatinga e uma em Ipanema. A operação teve a participação de 25 policiais civis. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade