Publicidade

Estado de Minas

Juiz de Fora registra 100 mortes por COVID-19

Cidade da Zona da Mata se encontra na onda branca do programa Minas Consciente, que libera o funcionamento de atividades consideradas de baixo risco


23/07/2020 22:05 - atualizado 24/07/2020 17:46

Equipes de descontaminação atuam em vários pontos de Juiz de Fora(foto: Prefeitura de Juiz de Fora/Divulgação)
Equipes de descontaminação atuam em vários pontos de Juiz de Fora (foto: Prefeitura de Juiz de Fora/Divulgação)

 

Juiz de Fora, na Zona da Mata, registra o centésimo óbito por COVID-19 e 3.224 casos confirmados. As informações são do boletim epidemiológico municipal divulgado nesta noite de quinta-feira (23).

 

Pela manhã, de acordo com boletim da Secretaria de Estado de Minas Gerais, a cidade ocupava a quarta posição do ranking de óbitos no estado, com 94 mortes confirmadas. 

 

Das 100 mortes divulgadas pelo executivo municipal, 50 são do sexo masculino e 50 do feminino. Com relação ao número de infectados, a faixa etária com maior índice é de 20 a 59 anos, 77,6% do número de casos positivos.

 

De acordo com o painel gerencial da prefeitura, Juiz de Fora contabiliza 178,6 óbitos por milhão, enquanto o país registra 390,42. Já com relação às internações, atualmente a cidade apresenta 81,42% de taxa de ocupação de UTI-SUS e 49,76% de taxa de isolamento social nos últimos 7 dias.

 

Considerando a regional de saúde estadual, são 30 municípios vizinhos a Juiz de Fora que, juntos, já somam 124 mortes e 3.889 casos confirmados por COVID-19. A taxa de letalidade está em aproximadamente 3%.

 

Em recente live pelas redes sociais, no dia 21, o prefeito Antonio Almas ressaltou a necessidade de isolamento social como arma para enfrentar a pandemia. “O isolamento está ruim, temos dificuldade de adesão, principalmente quando se politiza a situação. Isto faz aumentar o risco. As ações de fiscalização estão acontecendo por parte da prefeitura, mas só com o trabalho dos fiscais não é possível resolver o problema. Depende de cada um de nós, ficar em casa, quando possível, e redobrando todos os cuidados de prevenção ao sair”, alertou o prefeito que também é médico.

 

Em nota, a Prefeitura de Juiz de Fora ressalta que, desde o início da epidemia, grande parte dos servidores, voluntários e profissionais da saúde estão trabalhando de forma ininterrupta no enfrentamento à doença.

Contudo, o órgão manifesta solidariedade e condolências a todos que perderam alguma pessoa querida.

 

Na cidade, o primeiro óbito por coronavírus ocorreu no dia 8 de abril. E desde março, para combater a pandemia, a cidade vem adotando ações como isolamento social e adesão ao programa Minas Consciente, no qual a cidade se encontra na onda branca – que libera o funcionamento de atividades consideradas de baixo risco.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade