Publicidade

Estado de Minas PESQUISA

Minas tem 18 mil moradores em situação de rua, mais da metade em BH

Levantamento foi feito pelo projeto Polos de Cidadania, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com base em dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)


16/07/2020 22:06 - atualizado 16/07/2020 22:34

De acordo com programa da UFMG, com base em dados do governo federal, 71% dos 18.011 moradores em situação de rua de Minas Gerais estão divididos em 12 cidades(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
De acordo com programa da UFMG, com base em dados do governo federal, 71% dos 18.011 moradores em situação de rua de Minas Gerais estão divididos em 12 cidades (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

 

A parcela da população mais vulnerável durante a pandemia da COVID-19 – os moradores em situação de rua – é formada por 18 mil pessoas em Minas Gerais. De acordo com levantamento do projeto Polos de Cidadania, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 9.114 desses vivem em Belo Horizonte – mais da metade do total do estado.

 

A pesquisa foi feita com base em dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Ainda segundo o levantamento, 71% dos 18.011 moradores em situação de rua de Minas Gerais estão divididos em 12 cidades.

 

Quanto ao perfil dessas pessoas, 88% são homens e 12% mulheres em Minas. Além disso, 80% se declara preta ou parda.

 

Segundo a pesquisa, 22% são pretos e 58% pardos em Minas.

 

O levantamento também traz números sobre a situação do Brasil. São 151.462 moradores em situação de rua no país. Com isso, é possível calcular que Minas Gerais representa 11,8% dessa parcela da população brasileira.

 

“Em uma trajetória de 24 anos de trabalho com a população em situação de rua, o Polos de Cidadania sempre percebeu uma grande dificuldade de obter informações acerca desse fenômeno”, contou o professor e coordenador do Polos de Cidadania, André Luiz Freitas Dias, ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

 

De acordo com o professor, dados do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), trazem uma estimativa de 220 mil pessoas em situação de rua no Brasil – 70 mil a mais que o registrado pelo CadÚnico.

 

Os dados foram acessados pelos pesquisadores em maio deste ano.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade