Publicidade

Estado de Minas TRANSITO

Obras fecham pista do Move na Avenida Antônio Carlos

Segundo a BHTrans, durante os trabalhos, a pista exclusiva permanecerá interditada no sentido Centro próximo a algumas estações


postado em 16/07/2020 19:08 / atualizado em 16/07/2020 20:20

Funcionários da PBH trabalham em obras de recuperação de trechos da pista do Move, no sentido Centro, entre as Estacoes Aparecida e Operários, na avenida Antônio Carlos(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Funcionários da PBH trabalham em obras de recuperação de trechos da pista do Move, no sentido Centro, entre as Estacoes Aparecida e Operários, na avenida Antônio Carlos (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Usuários do transporte coletivo de Belo Horizonte devem ficar atentos. A estação de transferência Operários continuará fechada no sentido Bairro/Centro, em decorrência de uma obra de recuperação do piso da pista do Move, na Avenida Antônio Carlos, sob o Viaduto Moçambique. De acordo com a PBH, os reparos, que começaram em 24 de junho, vão até a primeira quinzena de agosto.

Segundo a BHTrans, durante os trabalhos, a pista exclusiva do Move permanecerá interditada no sentido Centro nas proximidades de algumas estações. Com a interdição, uma faixa da pista mista da Avenida Antônio Carlos foi separada para a circulação dos ônibus, entre as estações Aparecida e Operários. 

A empresa de trânsito também informou que a obra não está causando impacto no fluxo de veículos do local. Os usuários da estação estão sendo alertados sobre a interdição pelo sistema de áudio e por cartazes afixados nos ônibus e em outras estações. 

Deslocamento


A BHTrans, responsável pelo transporte coletivo na capital, orienta que as pessoas que utilizam a Estação Operários, no sentido Bairro/Centro usem duas opções de deslocamento. Confira:

  • A primeira sugere ao passageiro embarcar em qualquer linha na Estação Operários no sentido contrário (Centro/Bairro), desembarcando na estação seguinte e realizando o transbordo para a linha desejada.
  • A segunda diz respeito ao deslocamento direto para a estação Aparecida, que está funcionando normalmente, ou Hospital Belo Horizonte, embarcando em direção ao Centro.


Obra


Segundo a Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura, até o momento já foi executada a demolição dos trechos comprometidos, que tinham placas trincadas ou quebradas. Ainda de acordo com a pasta, está sendo feito o reforço da base para a execução do pavimento rígido, ou seja, o piso de concreto.

A prefeitura informou à reportagem que esse serviço está contemplado em um contrato geral de pavimentos rígidos e semirrígidos em toda a capital mineira, com investimento estimado em aproximadamente R$ 9,5 milhões para os próximos três anos.
 
* Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade